Clique e assine por apenas 7,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Juliana Paes já pensou em deixar o país: “Não adianta ter carro blindado”

Atriz falou ainda sobre os filmes que está gravando, um deles com Leandro Hassum como anão. "É bobagem pensar que deveriam ter escalado um anão de verdade"

Por Daniela Pessoa - 13 jul 2018, 17h02
Juliana Paes - filmes - cinema - violência - assalto
Sergio Baia/Divulgação

De férias da TV em 2018, Juliana Paes pensou em deixar o país após ser assaltada a caminho da Sapucaí, no último Carnaval, mas decidiu ficar. “Quero lutar pelo Rio e pelo Brasil. Não adianta ter meu carro blindado e viver numa bolha, se um monte de gente está morrendo”, diz a atriz, que está rodando dois longas neste ano. Em Arigó, ela vive a esposa do famoso médium mineiro José Arigó. “Muita gente famosa ia visitá-lo, como Juscelino Kubitschek. Chico Xavier é da mesma época. Eram amigos”, conta Juliana, que é espírita, pratica reiki e, sempre que pode, se encontra com o conhecido médium goiano João de Deus. Já na comédia Coração de Leão, que está terminando de ser filmada em São Paulo, ela enfrenta questões mais terrenas no papel de uma mulher que se apaixona por um anão. “Será o Leandro Hassum, com efeitos especiais. É uma bobagem pensar que a produção deveria ter escalado um anão de verdade, porque a graça do filme está no fato de ser o Hassum em miniatura”, justifica, já se preparando para o tribunal da internet.

Publicidade