Clique e assine por apenas 3,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Jorge Vercillo critica falta de educação musical nas escolas

Perto de comemorar vinte anos de carreira, com show no Vivo Rio, em setembro, Jorge Vercillo lidera uma campanha cívica. Como um Villa-Lobos do século XXI — o maestro comandou um notável projeto de educação musical nos anos 30 —, o cantor e compositor propõe melhorias no ensino de música nas escolas. De acordo com […]

Por Pedro Moraes - Atualizado em 25 fev 2017, 17h55 - Publicado em 22 ago 2015, 01h00
Crédito: Lucas Soares

Crédito: Lucas Soares

Perto de comemorar vinte anos de carreira, com show no Vivo Rio, em setembro, Jorge Vercillo lidera uma campanha cívica. Como um Villa-Lobos do século XXI — o maestro comandou um notável projeto de educação musical nos anos 30 —, o cantor e compositor propõe melhorias no ensino de música nas escolas. De acordo com Vercillo, andamos pouco críticos em relação ao que ouvimos, encantados por temas populistas que chamam atenção com jargão e sensacionalismo. É difícil discordar. “Para quem entende de letra, melodia e harmonia, é desestimulante. É chato ligar o rádio e só ouvir a menina cantando que rebolou e esnobou o gatinho na noitada. Isso dá lucro, mas reflete um momento raso da cultura”, discursa. “Não estou dizendo que a minha música é a melhor. Também existe sertanejo e funk de qualidade”, completa o autor de Homem-Aranha, o hit dos versos “Eu adoro andar no abismo / Numa noite viril de perseguição / Saltando entre os edifícios / Vi você”.

 

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Monique Aldradique já aprendeu lições com sua nova personagem

+ Humorista se multiplica como vice-presidente do Flamengo

+ Curadora de arte auxilia surfistas de Ipanema

+ Cake Boss planeja abrir confeitaria no Rio em 2016

Continua após a publicidade
Publicidade