Fernanda Vasconcellos substitui Paolla Oliveira no teatro e fala sobre a crueldade da peça

Famosa pelos papéis de boa moça na TV, Fernanda Vasconcellos viverá exatamente o oposto no teatro. Há dois meses ela vem ensaiando um texto francês que passa longe do politicamente correto. Com estreia prevista para quarta (27), a peça Foi Você Quem Pediu pra Eu Contar a Minha História seria estrelada por Paolla Oliveira, que […]

Divulgação

Fernanda Vasconcellos: substituta de Paolla Oliveira

Famosa pelos papéis de boa moça na TV, Fernanda Vasconcellos viverá exatamente o oposto no teatro. Há dois meses ela vem ensaiando um texto francês que passa longe do politicamente correto. Com estreia prevista para quarta (27), a peça Foi Você Quem Pediu pra Eu Contar a Minha História seria estrelada por Paolla Oliveira, que precisou deixar o espetáculo por causa da agenda, mas continua como produtora. Fernanda, a nova protagonista, falou a VEJA RIO sobre o desafio.

Dá um frio na barriga substituir Paolla Oliveira?

Não. Ela mesma pediu que eu tocasse o bonde no lugar dela. Além disso, trabalhar com esse tipo de preocupação é 50% de chance de dar errado. Não gosto de criar expectativa em cima de nada.

O que a encantou nesse texto?

Ele aborda temas como racismo e homossexualidade sem nenhum tipo de filtro. Em uma das falas da minha personagem, ela diz que não gosta de pobre porque ele se reproduz com facilidade. É tão perverso que acaba sendo engraçado.

O que é mais difícil: fazer teatro ou TV?

O barato do teatro é que ele acontece na hora, não tem como se prender a muletas nem pedir ao diretor que corte e volte atrás. Corre uma adrenalina que tira a gente da zona de conforto.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DESSA SEMANA:

+ O segredo de Rodrigo Santoro para viver Jesus Cristo no cinema

+ Arnold Schwarzenegger vem ao Rio para feira fitness e lançamento de seu novo filme. Veja o que ele exigiu

+ Zeca Pagodinho reclama de mesada atrasada prestes a fazer show, na Barra, para lançar novo CD

+ Chef Ricardo Lapeyre, ex-Laguiole, vai abrir dois restaurantes e não teme gênio difícil do restaurateur Eurico Cunha, seu investidor

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s