Clique e assine por apenas 4,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Fábio Porchat desmente censura da Record e diz que pode fazer o que quiser na emissora

Depois de muito burburinho e um contrato com mais de setenta páginas assinado, a Record enfim apresentou, oficialmente, o mais novo funcionário da casa, o humorista Fábio Porchat. Em setembro, ele estreia um talk show, que em princípio concorrerá com Jô Soares, da Globo, mas que, a partir de 2017, enfrentará uma atração comandada por […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 17h35 - Publicado em 25 mar 2016, 01h01
Divulgação

Fábio Porchat: setenta páginas de contrato (e exigências)

Depois de muito burburinho e um contrato com mais de setenta páginas assinado, a Record enfim apresentou, oficialmente, o mais novo funcionário da casa, o humorista Fábio Porchat. Em setembro, ele estreia um talk show, que em princípio concorrerá com Jô Soares, da Globo, mas que, a partir de 2017, enfrentará uma atração comandada por Marcelo Adnet. Sobre a nova empreitada, Porchat falou à coluna.

O contrato que você assinou é um dos maiores já vistos no meio artístico… É que foram muitas exigências. Pedi toalhas brancas, lhamas e também anões de jardim (risos). Na verdade, foi meu advogado que redigiu. Não faço ideia do que tem lá. Minha única preocupação é poder continuar fazendo minhas coisas, como o canal Porta dos Fundos.

Seu programa vai ser igual ao do Jô, com banda e tudo o mais? O formato de ‘late show’ é esse. Mas estou na dúvida se vou usar terno, se vai ter bandinha… O Bira ainda está com o Jô Soares (risos). A única coisa que eu quero é conseguir ser eu, fazer minhas piadas.

Continua após a publicidade

E você vai ter espaço para isso na emissora? Ninguém me passou nenhuma cartilha. Se eu quiser entrevistar o padre Marcelo Rossi, eu posso. Tudo depende do ibope. Se a audiência for boa, pode tudo.

Também segue firme e forte no teatro? Com certeza. Neste ano, criei até o Prêmio do Humor, uma espécie de Oscar da comédia teatral. Esse é o gênero que mais leva as pessoas ao teatro, no entanto é o mais esnobado. Comediante nunca ganha prêmio. E olha que fazer rir é mais difícil do que fazer chorar.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Sabrina Sato vive affair com Duda Nagle e fala sobre o ator, filho da jornalista Leda Nagle

Continua após a publicidade

+ Estilista de sapatos sob medida, queridinha de famosas como Xuxa e Juliana Paes, abre ateliê no Rio

+ Princesa belga que é tataraneta da princesa Isabel leva vida tranquila no Leblon

+ Tatá Werneck, no elenco da próxima novela das 7, fala sobre auto-estima na capa da revista Cosmopolitan

Publicidade