Clique e assine por apenas 3,90/mês
Beira-Mar Por Blog Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro

Ator Paulo Betti vai revelar segredos de sua vida em monólogo autobiográfico. “Cresci com medo de ficar doente”

Estreia em 19 de março, no Centro Cultural dos Correios, uma história que promete surpreender mais do que a do afetadíssimo blogueiro Téo Pereira, interpretado pelo ator Paulo Betti na novela das 9. No ano em que celebra quatro décadas de carreira, o artista resgata memórias da infância e da adolescência no monólogo Autobiografia Autorizada, […]

Por Daniela Pessoa - Atualizado em 25 fev 2017, 18h14 - Publicado em 7 mar 2015, 01h04
paulobetti_divulgacao

Paulo Betti: monólogo autobiográfico

Estreia em 19 de março, no Centro Cultural dos Correios, uma história que promete surpreender mais do que a do afetadíssimo blogueiro Téo Pereira, interpretado pelo ator Paulo Betti na novela das 9. No ano em que celebra quatro décadas de carreira, o artista resgata memórias da infância e da adolescência no monólogo Autobiografia Autorizada, escrito por ele mesmo. “Fiz anotações a vida inteira e acabei reunindo histórias loucas sobre mim e minha família”, diverte-se o caçula de catorze irmãos, filho de uma empregada doméstica analfabeta. “Fico com pudor de me expor, e medo de a peça ficar chata. Dá um pânico, mas estou lendo para a minha terapeuta e ela ficou impressionada”, garante. Algumas curiosidades: Quando nasceu, em 1952, as irmãs jogaram seu umbigo no galinheiro para que ele crescesse com amor pelos animais. Foi criado em Sorocaba, no interior de São Paulo. O avô, imigrante italiano, viveu em semiescravidão na fazenda de um senhor negro. Mamou até os 7 anos. “Minha chupeta eram os seios da minha mãe.” O pai de Betti era esquizofrênico, e o ator era responsável por suas internações, com camisa de força. “Cresci com medo de ficar doente também.”

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Luana Piovani, Bárbara Paz e Josie Pessoa soltam os cachorros nas redes sociais: a semana da tormenta

+ Lourdes Catão, autora do catálogo de endereços da high society, encontra dificuldades para fechar patrocínios e reclama da atual elite carioca

+ Após abrir e fechar vários restaurantes, chef Olivier Cozan abre creperia francesa no Jockey Club

+ Cineasta Estevão Ciavatta, marido de Regina Casé, fala sobre Amazônia, tema de seu documentário no Fantástico. “Aprendi a falar com as árvores”

Continua após a publicidade
Publicidade