Dono de 43 aves, estudante de biologia resgata pombos feridos

Gustavo Duarte, de 22 anos, mantém onze espécies diferentes em um aviário. O marreco Godofredo é o seu xodó

Uma cadela, um jabuti, um marreco e um viveiro com 43 aves. Essa poderia ser a descrição de um minizoológico, mas trata-se da casa do estudante de biologia Gustavo Duarte, de 22 anos. Morador da Taquara, em Jacarepaguá, ele mantém seus pássaros em uma área de 4 metros quadrados. O espaço é dividido em quatro setores, que agrupam os animais de acordo com seus hábitos e com o tipo de alimentação. “É curioso ver que aves da mesma espécie têm personalidade completamente diferente”, observa Duarte, que tem entre suas mascotes três pombos encontrados na rua machucados e um belo exemplar de red rumped, também conhecido como periquito-de-dorso-vermelho. Sobre seus favoritos, ele despista: “Favorito é uma palavra forte, mas tenho mais afinidade com o Godofredo, o marreco, e a calopsita Apollo”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s