Aumenta número de pessoas que adotam gatos

Pesquisa acredita que felinos vão tomar o lugar dos cães. Conheça também a nova ração desidratada e os sintomas do dirofilariose, doença que ataca o coração

Eles vão dominar

No mês em que se comemorou o Dia Mundial do Gato (17/2), uma pesquisa revelou que o número de pessoas que adotam o bichano é cada vez mais alto. Segundo dados do IBGE, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), os cachorros ainda são maioria (52,2 milhões atualmente), mas os felinos (22,1 milhões) vêm se multiplicando em maior proporção. Com isso, eles devem superar os cães na preferência do público que tem bichinhos de estimação. “Felizmente, a crendice de que o gato é traiçoeiro está perdendo espaço à medida que as pessoas passam a ter mais contato com o animal e veem que ele é dócil e carinhoso”, comemora Gerson Alves, presidente do Clube Brasileiro do Gato (CBG), com mais de 1 000 sócios.

Ração especial 

Cachorro

Cachorro

As irmãs Fernanda e Mariana Miné trabalhavam, respectivamente, com publicidade e marketing. Até que o cãozinho delas apresentou problema renal e um quadro alérgico. Foi quando elas resolveram oferecer a ele uma alimentação natural. Ao perceber que não teria tempo para cozinhar, a dupla decidiu investir na elaboração de uma ração especial — e mais saudável, livre de conservantes, transgênicos e corantes. Surgia aí o Simple Dog, um alimento natural e desidratado. O produto demorou três anos para ser desenvolvido, com a ajuda de veterinários, laboratórios especializados e marcas internacionais. “Basta adicionar água morna à ração e aguardar dez minutos. Depois de pronta, ajuda no trato renal, por ser uma opção úmida. Ela alimenta e hidrata ao mesmo tempo”, garante Fernanda. 

Fique alerta!


Sintomas de dirofilarioseSintomas de dirofilariose

 (/)

Se seu cão anda tossindo, com a língua mais escura e com dificuldade de respirar, ele pode estar com dirofilariose. Trata-se de uma doença do coração, que pode levar à morte. De acordo com pesquisa conduzida pela veterinária Norma Labarthe, analista da Fundação Oswaldo Cruz, 60% dos animais das regiões litorâneas estão infectados ­— Búzios lidera o ranking, seguida por Cabo Frio e Mangaratiba. Isso porque o clima quente e úmido facilita a propagação dos vermes, transmitidos por mosquitos (veja o quadro ao lado), que se alojam nas artérias do coração. Mas a boa notícia é que acaba de chegar ao mercado o remédio injetável ProHeart SR-12, que atua preventivamente. O cão pode tomá-lo a partir dos 6 meses, e ficará protegido por um ano. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s