Continua após publicidade

Vivianne Araújo sobre críticas: “Eu que tenho de saber a hora de parar”

Aos 48 anos, rainha de bateria do Salgueiro mandou um "beijinho no ombro" para quem tece comentários etaristas

Por Paula Autran
Atualizado em 12 fev 2024, 05h31 - Publicado em 12 fev 2024, 01h31

Fantasiada de folhas de Oko Xi, que quando queimadas produzem uma fumaça amarela que mata e assusta os Yanomami, Vivianne Araújo, rainha da bateria furiosa do Salgueiro há 16 anos, não esquenta a cabeça com os comentários etaristas que vem sofrendo nas redes.

“Eu sei que a gente não consegue agradar a todos. E que tem gente que diz que já deu. Mas quem tem que saber a hora de parar sou eu”, disse a chamada rainha das rainhas, de 48 anos, antes de entrar na Avenida defendendo a escola da Tijuca.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Muito bem “vestida” com uma fantasia que deixava à mostra os motivos para tanta convicção em seguir no posto, Vivianne entrou na Sapucaí escoltada pelo marido, Gabriel Militão, e preocupada em expor a causa indígena, que o Salgueiro trouxe à baila no enredo “Hutukara”. “Nosso enredo é necessário, é um Carnaval para o mundo”, alertou.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Tudo o que a cidade maravilhosa tem para te
oferecer.
Receba VEJA e VEJA RIO impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.