Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Coronavírus: Paes volta atrás e desiste de reabrir estádios para a torcida

Para o prefeito, 'apesar de correta tecnicamente', medida, anunciada no Diário Oficial desta quarta (13), é 'quase impossível de ser fiscalizada'

Por Cleo Guimarães 13 jan 2021, 12h05

Em menos de seis horas, tudo pode mudar. E mudou. A Prefeitura do Rio anunciou novas medidas de restrição para conter a alta de novos casos e mortes em função da Covid-19 e, entre as decisões publicadas no Diário Oficial desta quarta (13), está a liberação dos estádios para a torcida – com 10% da capacidade de público. Na mesma manhã, Eduardo Paes anunciou em seu Twitter a revogação da medida.

Coronavírus: áreas de lazer na orla voltam neste domingo (17)

“A decisão de liberar os estádios com uma ocupação de 1/10 está correta tecnicamente de acordo com nossa secretaria de saúde. No entanto, obviamente trata-se de medida quase impossível de ser fiscalizada. Ela será revogada”, escreveu o prefeito.

Coronavírus: estado do Rio ultrapassa a marca de 460 000 infectados

O decreto havia liberado os estádios do Maracanã, São Januário e Nilton Santos para voltar a receber partidas de futebol com público, com restrições. O último boletim epidemiológico divulgado pelo município mostrou que 18 bairros da cidade têm risco alto para contaminações — inclusive o Maracanã

Continua após a publicidade

Publicidade