Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

“Acredito na criação de uma corrente do bem”, afirma a chef Morena Leite

À frente do Instituto Capim Santo, ela comanda o projeto de capacitação de gastronomia Cozinha do Amanhã na Biblioteca Parque da Rocinha

Por Renata Magalhaes Atualizado em 20 abr 2022, 09h01 - Publicado em 14 abr 2022, 09h00

Em entrevista no último Rock in Rio, em 2019, Roberto Medina explicou o porquê da escolha de Morena Leite para comandar o bufê da área vip do festival: a chef tinha propósitos alinhados com a história que eles buscavam construir. “Foi a primeira vez que não elogiaram o sabor da minha comida, mas eu fiquei feliz”, lembra rindo. O empresário se referia ao trabalho social desenvolvido por ela há doze anos com o Instituto Capim Santo, que já formou mais de 1 500 pessoas de diversas comunidades para o mercado da gastronomia.

Um ano depois, a pandemia chegou e fechou suas quatro escolas. Mas Morena não se deixou paralisar. Captou recursos e preparou 200 000 quentinhas, distribuídas entre Rio, São Paulo, Itacaré e sua cidade natal, Trancoso. Por aqui, as refeições eram feitas na cozinha de seu antigo restaurante, no Village Mall, pelos jovens recrutados e treinados por ela para pilotar a cozinha do Rock in Rio — todos de favelas como Alemão, Cidade de Deus e Rocinha. “Acredito na criação de uma corrente do bem, que reúna um exército de pessoas contra a desigualdade social”, afirma.

Compartilhe essa matéria via:

“A cozinha é um local que une as pessoas, além de lhes abrir uma rede de possibilidades e conectá-las com o mundo”

Esse time só faz tomar fermento e crescer. Com ajuda da ex-aluna Andrea Lacocca, Morena chegou até a Biblioteca Parque da Rocinha, reaberta em agosto do ano passado, para comandar o projeto Cozinha do Amanhã. Serão oferecidas aulas teóricas e práticas de culinária, atendimento em salão, história da gastronomia, nutrição, sustentabilidade, entre outras disciplinas do ramo.

No fim de 2021, foram organizadas turmas experimentais, mas a primeira oficial mesmo foi aberta em março, com 25 alunos. O programa, previsto para durar quatro meses, inclui ainda estágio, voluntariado e a visita de chefs brasileiros renomados, como o paraibano Onildo Rocha. Quem tiver um bom desempenho receberá, junto com o certificado de auxiliar de cozinha, uma carta de recomendação para trabalhar com parceiros de Morena.

“A cozinha é um local que une as pessoas, além de lhes abrir uma rede de possibilidades e conectá-las com o mundo”, diz ela, já sonhando em expandir as fronteiras para muitas outras comunidades cariocas.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês