Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Françoise Forton é velada por amigos e parentes no Teatro Tablado

Corpo da atriz - que morreu neste domingo (16), de câncer, após quatro meses internada na Clínica São Vicente - será cremado no Cemitério da Penitência

Por Da Redação Atualizado em 17 jan 2022, 18h58 - Publicado em 17 jan 2022, 12h56

Famosa por papeis como o de Maria Tereza, a Tetê – jovem sonhadora que queria da pequena cidade fictícia de Albuquerque, para se tornar Miss Brasil -, protagonista da novela Estúpido Cupido (1976), a atriz Françoise Forton morreu aos 64 anos neste domingo (16), no Rio. Ela tratava de um câncer e estava internada há quatro meses na clínica São Vicente, na Gávea. A doença teria começado na região da bacia da atriz e chegado aos pulmões. O corpo da atriz está sendo velado nesta segunda-feira (17), no Teatro Tablado, no Jardim Botânico, e será cremado no Cemitério da Penitência. Ela deixa o marido, o produtor cultural Eduardo Barata, e o filho, Guilherme Fourton Viotti.

+ Covid-19: veja onde vacinar as crianças a partir desta segunda (17)

Filha de pai francês e mãe brasileira, Françoise era carioca e estreou ainda adolescente na TV. Em mais de cinquenta anos de carreira, fez mais de 40 novelas, além de peças de teatro e filmes. Ela estreou ainda adolescente, em 1969, na novela “A última valsa”, da TV Globo. De lá para cá, também estrelou sucessos como “Bebê a bordo” (1988), “Tieta” (1989), “Meu bem, meu mal (1990), “Perigosas peruas” (1992), “Explode coração” (1995), “O clone” (2001) e “I Love Paraisópolis” (2015). No cinema, participou de longas como “Marcelo Zona Sul” (1970), “Jardim de Alah” (1988) e “Coração de Cowboy” (2018). No teatro, ganhou prêmios como do Festival Internacional de Angra, em 2011, por “Chopin Sand?”. Seu último trabalho na televisão foi “Amor sem igual” (2019).

Françoise Furton
Estúpido Cupido: Tetê, que queria ser Miss Brasil, marcou a carreira de Françoise Forton TV Globo/Reprodução

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Durante as gravações de “Tieta”, em 1989, Françoise descobriu um câncer no colo do útero, mas guardou segredo por dez anos: só os médicos e o diretor de TV Paulo Ubiratan foram informados. Após o tratamento, ela venceu a doença e, aos 38 anos, precisou retirar o útero, ovários e trompas, como prevenção para uma reincidência. Em 2020, Françoise falou sobre o assunto em participação no programa “Encontro”, apresentado por Fátima Bernardes, e explicou porque resolveu quebrar o silêncio sobre o tratamento: “Não falava da doença, fiquei dez anos sem falar. Hoje, faço questão de falar, questão de ir a público. Minha vida mudou inteiramente. Eu me reeduquei, mudei a minha alimentação”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado, com Blogs e Colunistas que são a cara da cidade.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

App Veja para celular e tablet, atualizado mensalmente com todas as edições da Veja Rio

a partir de R$ 12,90/mês