Clique e assine por apenas 4,90/mês

Veja Rio voltou: festa de lançamento da revista reuniu 300 pessoas

Noite em Ipanema marca a volta da revista com o alto-astral que o carioca merece

Por Cleo Guimarães - Atualizado em 7 fev 2020, 18h51 - Publicado em 6 fev 2020, 19h27

Era o que a cidade estava precisando! Esse foi o comentário mais ouvido nas rodinhas formadas na festa (e que festa!) que comemorou a volta de Veja Rio, nesta quarta (5), no Astor, em Ipanema. Foi uma noite como há tempos não se via: só gente bacana, belisquetes fartos e deliciosos, aqueles drinques caprichados de sempre, e, no palco montado com o Morro Dois Irmãos ao fundo (ah, o Rio…), show de Pretinho da Serrinha. “Tá muito astral isso aqui”, comentou a apresentadora Glenda Kozlowski, numa roda de amigos. Era essa mesmo a ideia. Veja Rio, você sabe, é festeira e, mais do que isso: sabe fazer festa. Gosta de ver o carioca se divertindo. Mas quando o assunto é jornalismo, a coisa muda de figura. O negócio é sério.

“A revista vem nessa toada: metade dela vai brincar, buscar o que há de melhor no Rio, e a outra metade vai dar voz para a resistência e para a luta”, afirmou Fabio Carvalho, publisher da editora Abril, que recebeu mais de 300 convidados no bar à beira-mar. Representantes de todas as áreas – artes plásticas, moda, esporte, sustentabilidade, gastronomia, publicidade, jornalismo, negócios… -, marcaram presença em uma festa múltipla, plural, carioca e sem preconceitos. Exatamente como a Veja Rio.

Publicidade