Clique e assine por apenas 3,90/mês

BBB: Depois de Anitta e Gabigol, ativista negra faz campanha para Babu

Ator está no paredão e pode ser eliminado nesta terça-feira do programa; internautas acusam concorrente de racismo

Por Cleo Guimarães - Atualizado em 9 mar 2020, 19h24 - Publicado em 9 mar 2020, 17h47

Feminista, a participante Marcela, do Big Brother Brasil, recebeu o apelido irônico de “fada sensata” por fazer discursos políticos no programa em defesa das mulheres, mas sem deixar de demonstrar alguns preconceitos. Uma recente declaração sua foi duramente criticada nas redes e teve como alvo o ator Babu, que interpretou Tim Maia nos cinemas e pode sair do reality show na disputa desta terça-feira. “Traria ele para cá para arrumar a cozinha todo dia…”, disse Marcela, ao contar que planejava tirá-lo de outro grupo e levar para o seu. Por conta deste comentário, o  termo ‘Babu não é escravo’ ficou entre os temas mais comentados do Twitter, dias atrás – e se depender de artistas com força nas redes sociais, como Anitta, (45 milhões de seguidores) Gabigol (7 milhões), Tatá Werneck (39 milhões), e da escritora e defensora dos direitos das mulheres negras, Kenia Maria, apontada pela ONU em 2018 como uma das 100 pessoas negras mais influentes do mundo, Babu fica na disputa. E só sai de lá milionário

Babu Santana: artistas se mobilizam para que ele não saia do ‘BBB’ nesta terça-feira Instagram/Reprodução

“O Babu veio do teatro, é sensível diante do mundo, pensa no coletivo e sabe conviver com outras pessoas. Mas, visto pelos olhos de pessoas brancas, ele foi lido de outra forma – como uma pessoa chata, autoritária, um monstro”, diz Kenia, que em janeiro do ano passado foi convidada a participar da Marcha Mundial das Mulheres, em frente à Casa Branca, em Washington. No mês seguinte, palestrou na Universidade de Columbia, em Nova York, no evento “Afro-Latinx Perspectives: Activism and Transectionality”. Para ela, “os outros participantes, brancos, mimados, infantis, que não tem nenhuma noção de disciplina e do que é conviver em coletividade, são perdoados, são entendidos, são pessoas que precisam amadurecer e precisam de uma nova chance. Esse é o reflexo da sociedade brasileira que a gente vive hoje – racista, classista e que tem uma certa rejeição à cultura e à arte negra, à representatividade negra”. 

No domingo (8) Anitta, a personalidade feminina brasileira mais influente no Instagram (ela tem mais de 45 milhões de seguidores), foi à rede social de Babu e, indignada, pediu para assumir a conta do ator. Até pouco depois da formação de paredão, a página ainda não tinha sido atualizada com uma campanha para mantê-lo no reality. ”Gente, deixa eu cuidar do Instagram do Babu, pelo amor de Deus! Cadê vocês pedindo para ele não sair no paredão? Ajuda a gente!”, escreveu a cantora nos comentários de uma publicação. 

Publicidade