Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Após Fernanda e Gil, neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho é eleito para ABL

Novo ocupante da Cadeira 12 é 'agente da ciência e da cultura, em sintonia com o humanismo e a modernidade', segundo o presidente da Casa, Marco Lucchesi

Por Agência Brasil 19 nov 2021, 15h22

Depois de Fernanda Montenegro e Gilberto Gil, a Academia Brasileira de Letras (ABL) elegeu, nesta quinta-feira (18), o médico e escritor Paulo Niemeyer Filho como o novo ocupante da Cadeira 12 de seu Quadro de Membros Efetivos, que ficou vaga com a morte do acadêmico e professor Alfredo Bosi, ocorrido no dia 7 de abril de 2021. Niemeyer foi eleito com 25 votos.

+ Com a chegada da alta estação, turismo pode fazer o Rio decolar novamente

Participaram da eleição 34 acadêmicos de forma presencial ou virtual. Os ocupantes anteriores da Cadeira 12 foram: Urbano Duarte (fundador) – que escolheu como patrono França Júnior –, Augusto de Lima, Vítor Viana, José Carlos de Macedo Soares, Abgar Renault e Dom Lucas Moreira Neves. Niemeyer concorreu com Joaquim Branco e o indígena Daniel Munduruku.

De acordo com o presidente da ABL, Marco Lucchesi, “Paulo Niemeyer entra para a Academia Brasileira de Letras como agente da ciência e da cultura, em sintonia com o humanismo e a modernidade. Sua presença reafirma o compromisso desta Casa com o conhecimento integral, de que ele, Paulo, é mestre consumado”.

+ “Eu não poderia me tornar atriz hoje em dia”, diz Adriana Esteves

Continua após a publicidade

Paulo Niemeyer Filho nasceu no dia 9 de abril de 1952, no Rio de Janeiro. Filho de Paulo Niemeyer Soares e Maria Pia Rafaela Guilhermina Alice Torres Guimarães, graduou-se pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1975. Iniciou sua residência em Neurocirurgia na Clínica Neurocirúrgica Dr. Paulo Niemeyer, na Casa de Saúde Dr. Eiras e dedicou seu primeiro ano de residência ao estudo da Neurologia e Neurorradiologia, no The National Hospital for Nervous Diseases, Institute of Neurology, University of London, Queen Square, onde estagiou como Post-Graduate Fellow.

Em 1977, foi nomeado Chefe do Serviço de Neuro-Tomografia Computadorizada da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro. No ano seguinte, foi contratado como médico Neurocirurgião do Hospital Municipal Souza Aguiar. Em 1979, introduziu, no Brasil, nova técnica microcirúrgica para tratamento de nevralgia do trigêmio, que teve a oportunidade de aprender na University of Gainsville, na Flórida. Ao final de 1979 foi nomeado diretor do Instituto de Neurocirurgia da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Entre outros títulos, Niemeyer atualmente é diretor médico do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer e Membro do Conselho da Fundação do Câncer. Na ocasião de sua candidatura como Membro Titular da Academia Nacional de Medicina, apresentou memória intitulada Experiência com a Cirurgia dos Aneurismas Intracranianos da Fossa Posterior.

Continua após a publicidade

Publicidade