Clique e assine por apenas 7,90/mês

Antonia Pellegrino: ‘A Sapucaí é tão glamorosa quanto o Oscar’

Roteirista de Democracia em Vertigem propõe que o carioca circule por todos os bairros da cidade durante a folia

Por fthedim - Atualizado em 23 fev 2020, 22h38 - Publicado em 23 fev 2020, 22h37

Do Oscar para a Sapucaí, com uma paradinha para curtir blocos de rua em vários cantos da cidade. Assim está sendo o fevereiro da roteirista e ativista política Antonia Pellegrino. Ela é uma das roteiristas do documentário Democracia em Vertigem, dirigido por Petra Costa, que concorreu ao Oscar. Antonia esteve em Los Angeles para a cerimônia. ‘A Sapucaí é tão glamorosa quanto o tapete vermelho do Oscar. Foi uma vitória estar lá. Agora estou comemorando no Carnaval do Rio, que eu amo’, disse.

Na manhã deste domingo (23), a roteirista foi de metrô com um grupo de amigos – incluindo Leandra Leal e Marina Person – até Vila Kosmos, Zona Norte, onde rolou a Charanga Talismã. ‘Tenho um grupo grande que combina cores para curtir o Carnaval de rua. O tema de hoje era oceano. Eu fui de preto e representei o óleo nas praias do Nordeste. foi uma crítica’, contou Antonia.

Ir ao Carnaval de rua na Vila Kosmos não foi novidade para a ativista que, ao lado do marido, o deputado federal Marcelo Freixo, circula por todos os cantos da cidade. ‘Não faço distinção, ando de metrô no dia a dia, frequento os bares da Zona Norte. Acho que nesta época do ano surge um desafio para o carioca: como integrar a cidade’, propôs.

Ao lado da vereadora Marielle Franco (assassinada em março de 2018), Antonia lançou, em 2016, a campanha ‘Carnaval sem Assédio’. ‘Me emociono, porque, hoje, o Não é Não é hegemônico. O Carnaval de rua tem uma natureza política. Há dois anos, a Sapucaí se politizou, com o desfile da Paraíso da Tuiuti. A Avenida é uma grande plataforma para que falemos sobre política’, opinou.

Publicidade