Glenn Hughes

Veja Rio:
  • Recomendação: 18 anos

Resenha por Carol Zappa

Lenda do hard rock dos anos 70, o baixista e cantor britânico Glenn Hughes ganhou naquela época a alcunha de “The Voice of Rock”, quando dividia os vocais com David Coverdale no Deep Purple. Egresso da banda Trapeze, onde começou há 45 anos, ele permaneceu no grupo entre 1973 e 1976 — o tempo de gravar três álbuns, entre os quais o icônico Burn. Depois, integrou o Black Sabbath e, mais recentemente, o Black Country Communion, ao lado do guitarrista Joe Bonamassa e do baterista Jason Bonham. Um ano após um show lotado no Teatro Odisseia, o músico volta ao Rio na quinta (22), desta vez ao Rival. Na companhia do guitarrista dinamarquês Soren Andersen e do baterista sueco Pontus Engborg, ele solta a voz rasgada — intacta, apesar dos anos de excesso — em composições da carreira-solo e clássicos das antigas, como Stormbringer e Mistread, ambas do Purple. A banda carioca Seu Roque abre os trabalhos.

Teatro Rival (350 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ↕ Cinelândia. Quinta (22), 21h. R$ 300,00. Bilheteria (somente dinheiro): 12h/19h (seg. a qua.); a partir das 12h (qui.).

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.