Rampage — Destruição Total

Tipos de Gêneros dramáticos: Ação
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

Dwayne Johnson (foto), que fez rir na refilmagem de Jumanji no início deste ano, volta às telas, apenas três meses depois, no papel do brucutu habitual. Brutamontes, porém com sensibilidade, segundo a premissa de Rampage — Destruição Total. “The Rock” interpreta o primatólogo Davis Okoye, supervisor de uma reserva de gorilas em San Diego. Entre os animais está George, um albino órfão, aparentemente amigável. Mas os vilões desta rasa história são outros: um casal de irmãos, donos de um laboratório que faz mutações genéticas com bichos. Para dar um clima de filme-catástrofe, George transforma-se num primata gigante de força descomunal e, assim, vai apavorar a população de Chicago, onde ocorre o “ápice” da trama. Numa atmosfera de produção B, com efeitos visuais medianos, Rampage não se sustenta em nenhum gênero. É fraco como aventura e risível como fantasia futurista. Direção: Brad Peyton (Rampage, EUA, 2018, 107min). 14 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s