O Amante Duplo

Tipos de Gêneros dramáticos: Romance
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

Um dos mais assíduos diretores franceses nas telas brasileiras, François Ozon, depois dos ótimos Uma Nova Amiga (2014) e Frantz (2016), volta com o enigmático O Amante Duplo, estrelado por Marine Vacth e Jérémie Renier. Como realizador, Ozon mantém a criatividade, mas seu roteiro exagera no “psicologismo”. Marine interpreta Chloé, jovem desempregada de 25 anos que procura ajuda para suas dores na barriga no consultório do psicólogo Paul Meyer (Jérémie). Pouco tempo depois, recebe alta e passa a namorar o terapeuta. Não demora, porém, a se envolver com o gêmeo dele, Louis, um psicanalista que adota método pouco convencional de tratamento. Os desejos femininos são registrados em narrativa envolvente, complementada com poderosas cenas de sexo. Ozon, contudo, se enrosca numa resolução de fritar os neurônios. Direção: François Ozon (L’Amant Double, França/Bélgica, 2017, 107min). 18 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s