Esplendor

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

A japonesa Naomi Kawase tem uma sensibilidade no trato com os personagens, conforme demonstrou com a idosa em Sabor da Vida (2015). Igualmente afetuosa, a diretora volta à cena com Esplendor, tendo protagonistas em situações singulares. Misako (Ayame Misaki) faz transcrições em áudio de filmes exibidos para cegos. Um dos colaboradores que testam o resultado é o fotógrafo Masaya (Masatoshi Nagase). Por estar perdendo a visão, ele virou um cara amargo e resmungão. O encontro entre os personagens oferece à plateia uma reflexão sobre o poder (ou não) das imagens, já que Naomi teve a ideia de realizar Esplendor após observar a audiodescrição feita para um de seus trabalhos. Direção: Naomi Kawase (Hikari, Japão/França, 2017, 101min). 10 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s