Cuba — Ficción y Fantasía

Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Carolina Barbosa

Além de muito bem montada, a coletiva merece a visita por outro motivo: foi escalada como a última exposição da Casa Daros, inaugurada com festa em 2013, após longo processo de restauro do belo e histórico casarão neoclássico datado do século XIX. Seus salões exibem cerca de 130 obras de quinze artistas cubanos, produzidas entre 1975 e 2008 e pinçadas da Coleção Daros Latinamerica, em Zurique, pelos curadores Hans-Michael Herzog e Katrin Steffern. Entre os destaques do acervo, que contempla diversos suportes, está Granada de Mano (2004), enorme e inofensiva bomba de madeira assinada pelo coletivo Los Carpinteros. Também atraem o olhar do visitante trabalhos como uma série de desenhos bem-humorados e a instalação El Bloqueo (1989-1993), ambos de Tonel. A segunda criação, construída com blocos de concreto, representa o mapa de Cuba. Tirem suas conclusões.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s