Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Capitão Fantástico

Tipos de Gêneros dramáticos: Comédia dramática
Veja Rio:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Capitão Fantástico
Capitão Fantástico Reprodução Internet

Em Vida Selvagem, drama francês lançado em junho, um pai criava dois garotos no meio do mato, longe da mãe e da civilização. Quase a mesma premissa está em Capitão Fantástico, que valeu a Viggo mortensen uma indicação ao Globo de Ouro de melhor ator. Há, contudo, diferenças entre as duas histórias. Lá, a mãe lutava para reaver as crianças. Aqui, os seis filhos de Ben Cash (Mortensen) convivem em harmonia numa floresta, embora a educação paterna seja no estilo militar. Além de exercícios físicos pesados, a meninada é obrigada a mergulhar nos estudos — eles falam seis línguas, para se ter uma ideia. Cash desistiu da sociedade de consumo e quer a prole muito distante das cidades. Mas, quando sua esposa morre, os filhos pedem para ir ao enterro, na terra dos avós maternos. O sonho de evitar o contato com o “mundo exterior” vai, portanto, minguando. Há algo de “cosmético” no cotidiano em meio à natureza e uma excentricidade pop na pegada de Pequena Miss Sunshine. O longa-metragem, porém, torna-se irresistível na sua combinação de road movie e comédia dramática familiar ao apresentar confrontos originais e argumentos questionadores. Estreou em 22/12/2016.

http://www.youtube.com/watch?v=ENGH8AKi9qY

    info
  • Direção: Matt Ross
  • Duração: 118 minutos
  • Recomendação: 14 anos
  • País: EUA
  • Ano: 2016
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.