A Bela da Tarde

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

(Adoro Cinema/Divulgação)

Catherine Deneuve (foto) já havia feito Os Guarda-Chuvas do Amor e Repulsa ao Sexo, mas foi com A Bela da Tarde que despontou como umas das maiores estrelas francesas, em 1967. Em papel ousado, a atriz interpreta Séverine, parisiense rica e bem-vestida (com deslumbrantes figurinos de Yves Saint Laurent), mas infeliz no casamento com um médico (Jean Sorel) por ser frígida. Ao saber da existência de um bordel de luxo, passa a atender clientes às tardes para sair da monotonia. A cópia restaurada está magnífica e, não fosse por detalhes de época, o clássico de Buñuel nem pareceria um cinquentão. Direção: Luis Buñuel (Belle de Jour, França/Itália, 1967, 100min). 16 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s