120 Batimentos por Minuto

Tipos de Gêneros dramáticos: Drama
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr

120 Batimentos por Minuto levou o Grande Prêmio do Júri em Cannes. Trata-se de uma recriação ficcional das atividades do Act Up Paris, associação militante de luta contra a aids, surgida em 1989. O filme começa dois anos depois, flagrando seus ativistas ao exigirem do governo Mitterrand e da indústria farmacêutica providências para debelar a doença. Ao mesmo tempo, há o romance do HIV positivo Sean (Nahuel Pérez Biscayart, na foto) com um novo integrante do grupo (Arnaud Valois). Com energia e lucidez, o diretor e roteirista Robin Campillo, de 55 anos, faz um estupendo registro de época com as dores de quem viveu o drama intensamente. Direção: Robin Campillo (120 Battements par Minute, França, 2017, 140min). 16 anos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s