Comportamento

Cariocas fazem sucesso no YouTube com canais que vão além do humor

Depois do sucesso de grupos como Porta dos Fundos, novos YouTubers ganham projeção na internet com temas que vão de aulas de matemática a viagens 

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

Rafael Procopio
O professor Procopio, autor do vídeo Show das Matemáticas: mais de 350 000 visualizações (Foto: Felipe Fittipaldi)

Em cena, quatro estudantes dançam ao som do maior sucesso da cantora Anitta, o hit Show das Poderosas. Não, não se trata de uma nova versão do clipe da funkeira carioca, mas de uma paródia bem-humorada, criada pelo professor Rafael Procopio, com lições de uma matéria muitas vezes indigesta: a matemática. Para surpresa de muitos, o filmete lançado na internet com o título de Show das Matemáticas e teoremas no lugar dos versos originais alcançou mais de 350 000 visualizações. Pouca gente poderia imaginar que um tema como esse, tão impopular entre os jovens, pudesse viralizar. Essa, no entanto, é uma tendência em vertiginosa ascensão no YouTube, território até há pouco tempo dominado por grupos de humor como Porta dos Fundos e Parafernalha. “Uso a música e o vídeo para atrair a atenção dos alunos e desmistificar a ideia de que a disciplina é difícil”, explica. “A internet amplifica essa mensagem, permitindo que você extrapole as barreiras da sala de aula e atinja um número muito maior de espectadores”, acrescenta o docente da rede municipal, dono de mais de 500 vídeos na plataforma on-line. 

+ Fenômeno de audiência on-line, com suas sátiras carregadas de nonsense e escracho, o grupo Porta dos Fundos mostra que a internet é o suporte ideal para quem quer fazer graça além dos limites da TV e do cinema

Morador de Realengo, bairro da Zona Oeste, o professor Procopio é um dos cariocas que vêm ganhando projeção no universo digital. Com a produção de vídeos que abordam temas bem específicos, de cinema e games a culinária, beleza e turismo, é possível atrair e fidelizar um público interessado nesses assuntos. “Eles atendem de forma muito importante ao anseio das pessoas de se aprofundar em temas bem específicos”, analisa Alvaro Paes de Barros, diretor de conteúdo do YouTube. “Sem contar que é um material feito de fã para fã”, completa. De fato, os criadores falam aos espectadores digitais de maneira muito próxima, descontraída e com linguagem totalmente informal — não raro, os vídeos vão para o ar com palavrões que não teriam vez na televisão. Mas o que faz a diferença mesmo é o fato de dominarem o assunto que se propõem a tratar. “Meus seguidores conseguem ver meu comprometimento com o tema. Eles sabem que pesquiso muito, e, assim, passo credibilidade naquele assunto”, conta a estudante de relações internacionais da UFRJ Marcela Lahaud, 23 anos, do Embarque Imediato, sobre viagens e intercâmbio.

infografico
(Foto: )

Parte da indústria global de vídeos on-line, um mercado que movimenta 5 bilhões de dólares por ano em investimento publicitário, essa turma vem conseguindo ainda profissionalizar seus hobbies e faturar com o conteúdo que divulga a partir do sucesso na plataforma. Tanto que, aos 24 anos, a cineasta Luisa Clasen, autora do canal Lully de Verdade, com mais de 170 000 inscritos e 8,2 milhões de visualizações, já faz disso seu ganha-pão, recebendo para participar de eventos, estrelando campanhas publicitárias e lançando linhas próprias de produtos. “Com o canal, pude sair de casa e ainda consigo trabalhar na minha área, com aquilo de que gosto de verdade”, exalta. Graças ao programa de parcerias do YouTube, os autores dos vídeos de maior destaque também ganham 55% da renda obtida com anunciantes, algo estimado em torno de 1 a 3 dólares a cada 1 000 repetições dos vídeos. A visibilidade proporcionada pelo canal torna-os, inclusive, celebridades instantâneas desse universo virtual. Certa vez, quando estava a bordo de um voo da ponte aérea, Procopio (aquele das aulas de matemática) ouviu do jornalista e apresentador do Big Brother Brasil, Pedro Bial, que ele era o verdadeiro professor de seus filhos. “Comentários como esse servem de combustível para mim”, diz, todo orgulhoso.

Veja abaixo os vídeos citados no quadro:

1) Nayara Rattacasso

 

2) Luisa Clasen

 

3) Rafael Procopio

 

4) Natalia Kreuser

 

5) Natasha Rattacasso

 

6) Henrique Minimim

 

7) Marcela Lahaud

Fonte: VEJA RIO