VIAGEM

Roteiros do Rio

Vai visitar a cidade? VEJA Rio preparou quatro roteiros ideais para quem vem passar 1, 2, 4 ou 7 dias no Rio. Escolha a sua programação e boa estadia!

Por: Louise Peres - Atualizado em

horario-verao.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

Não importa a duração da estadia: são tantas praias, monumentos, avenidas, bares, restaurantes, parques e esquinas a visitar e experimentar que o turista nunca sairá do Rio com a sensação de ter visto tudo. Para ajudar você que virá à cidade a curtir o máximo de atrações e passeios bacanas no tempo disponível para a viagem, preparamos quatro roteiros, executáveis em 1, 2, 4 ou 7 dias. Confira abaixo a programação e fique à vontade para adaptá-la às suas preferências. São apenas as nossas sugestões para que você aproveite - e muito! - o Rio, no tempo que for. A ordem é se divertir. Faça as malas já!

EM 1 DIA

Parece pouco, mas em 24 horas é possível explorar bastante as maravilhas cariocas. Veja a nossa sugestão para quem, mesmo numa passagem express pela cidade, deseja aproveitar e conhecer de tudo um pouco.

DIA 1

Fernando Lemos
| Crédito: Redação Veja rio

1 - Centro

Seja sua entrada na cidade pela Rodoviária Novo Rio ou pelo aeroporto Santos Dumont - ou mesmo pelo Galeão, o Centro é o destino perfeito para começar o dia. Comece explorando a histórica região da Praça XV - o Paço Imperial, as belezas da Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé (que já foi Catedral Metropolitana), o Arco do Teles. Se quiser um programinha cultural, o CCBB e o Centro Cultural dos Correios estão a poucos metros de distância. Parada para almoço? Na Rua Gonçalves Dias, no coração do bairro, a centenária e belíssima Confeitaria Colombo é uma boa pedida, seja para quem procura uma refeição ou deseja um lanche gostoso e rápido. Aventure-se pela movimentada Avenida Rio Branco e chegue à praça Marechal Floriano, casa do imponente Theatro Municipal. Quem desejar pode fazer uma visita guiada e conhecer por dentro esta joia carioca, inspirada na Ópera de Paris (informações aqui).

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, tel. 3808-2020. Terça a domingo, 9h às 21h. Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, tel. 2253-1580. Terça a domingo, 12h às 19h. Rua Gonçalves Dias, 32, Centro, tel. 2505-1500. 9h/20h. (sábado até 17h; fecha domingo). Paço Imperial. Praça XV de Novembro, 48, Centro, tel. 2215-2093. Terça a domingo, 12h às 18h. www.pacoimperial.com.br. Theatro Municipal. Praca Marechal Floriano S/N - Centro, tel. 2332-9191 / 2332-9134. A programação mensal é divulgada em http://www.theatromunicipal.rj.gov.br

2 - Cristo Redentor

Mesmo em um diazinho, um ponto turístico tão clássico não poderia ficar de fora. Do Centro, siga para o Cosme Velho e pegue o trem do Corcovado - a maneira mais cara, mas também mais divertida de subir até o Cristo.

Como chegar

De metrô: compre o bilhete de integração do metrô, siga até a estação Largo do Machado e, de lá, pegue o ônibus do metrô para o Cosme Velho. Ele vai deixar você em frente à estação do Trem do Corcovado.

De ônibus: na Praça XV, sentido Zona Sul, pegue as linhas 422, 498 ou 180. Desça em frente à Igreja São Judas Tadeu.

Trem do Corcovado. Rua Cosme Velho, 513 - Cosme Velho. Mais informações em http://www.corcovado.com.br/ ou no telefone (21) 2558-1329.

3 - Praia + barzinho em Ipanema

Se você for rápido, talvez consiga pegar um fiapo de fim de tarde num dos bairros mais charmosos do Rio. Caminhe pelo calçadão, contemple o visual do Morro Dois Irmãos ao fundo e fotografe uma das paisagens mais clicadas pelos cariocas - a hashtag #vejario usada pelos nossos seguidores no Instagram (@vejario) não nos deixa mentir. É também ali, no Arpoador, que os banhistas apreciam o pôr do sol mais deslumbrante da cidade. Depois que a noite cair, a boa é escolher um dos bares de Ipanema para esquentar: tem o Venga, de tapas espanholas, ali na Garcia D?Ávila, o Delirium Café, na Barão da Torre, cuja carta de cervejas é bicampeã do prêmio VEJA RIO Comer &Beber e a versão carioca do paulistano Astor, na praia. Se quiser emendar numa noitadinha descolada, ele é perfeito: fica embaixo do Studio RJ, casa famosa pela programação variada, com djs bacanas e muita música boa.

Astor. Avenida Vieira Souto, 110, Ipanema, tel. 2523-0085. Delirium Café, Rua Barão da Torre, 183, Ipanema, tel. 2502-0029. ¡Venga! Ipanema. Rua Garcia D?Ávila 147 loja B. Ipanema, tel. 2247-0234. Studio RJ (400 pessoas). Aveni­da Vieira Souto, 110, 1º andar, Ipanema, tel. 2523-1204. www.studiorj.org.

EM 2 DIAS

Se você tem um tempinho a mais, o cenário é ainda melhor. No primeiro dia, você pode seguir a mesma programação acima, indicada para quem tem só 24 horas na cidade. Veja o que planejamos para o seu dia 2.

DIA 2

bondinho2.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

1 - Café da manhã no Forte de Copacabana + passeio pelo calçadão

Uma boa pedida é começar o passeio pelo bairro mais emblemático da cidade quando o assunto é turismo - ali estão as famosas calçadas sinuosas de pedras portuguesas, com vista para a praia que é um dos principais cartões-postais cariocas. Depois de fazer o desjejum no Café do Forte e admirar a bela vista do Forte de Copacabana, dê uma volta pelo bairro e caminhe pela orla - se quiser, vá de bicicleta. Há diversas estações do Bike Rio no percurso.

Café do Forte. Praça Cel. Eugênio Franco, 1, Posto 6, Copacabana, ☎ 2247-6168. Entrada no Forte: R$ 6,00 (Adulto. Idosos e estudantes pagam meia; Militares das Forças Armadas, maiores de 80 anos, grupos escolares agendados e menores de 10 anos não pagam nada).

2 - Pão de Açúcar + Fim de tarde na Urca

Quem optou pela bike pode ir até a Avenida Princesa Isabel e cruzar o túnel pedalando. Deixe a magrela no ponto em frente ao campus Praia Vermelha da UFRJ e, dali, parta a pé em direção a um dos mais deslumbrantes pontos turísticos do Rio - o centenário bondinho do Pão de Açúcar. A caminhada até a estação do teleférico dura cerca de 15 minutos. Se preferir, você também pode pegar um ônibus em Copa (a linha 512) - ele vai deixar você a alguns metros do ponto inicial do trajeto. Compre seu ingresso e embarque numa das cabines. Depois de subir até o Morro da Urca e finalmente chegar ao ponto máximo do passeio, aprecie uma das mais belas paisagens que a cidade vai te oferecer. Após a descida, a dica é um almoço no Bar Urca - faça reserva, porque o restaurante é pequeno e está sempre de mesas lotadas. Se quiser um lanchinho rápido, peça uns bolinhos de bacalhau e pastéis de camarão, abra uma cerveja de garrafa e deguste tudo ali mesmo, na mureta, contemplando o visual. Como todo bom carioca adora fazer.

Saiba tudo sobre o passeio no bondinho aqui.

Bar Urca. Rua Cândido Gaffrée, 205, Urca, tel. 2295-8744. De 7 às 23h (sáb. a partir das 8h; dom. 8h/20h).

3 - Cinelândia + noitada na Lapa

Se os seus planos incluem um pernoite na cidade, nossa dica é apostar numa noite de cultura e música. Um bom começo é passear pela região da Cinelândia, que no passado concentrou os principais cinemas da cidade - de todos eles, hoje só resta o Odeon na praça. No entanto, outro antigo e tradicional cinema acaba de reabrir suas portas, agora abrigando um novo paraíso cultural carioca: a segunda filial da Livraria Cultura, inaugurada em dezembro de 2012 onde funcionava o Cine Vitória. Vale uma visita! Para fechar o dia, uma esticada até a Lapa e seus famosos Arcos, rodeados por uma infinidade de bares, botecos e casas de show. Faça o teste e descubra sua programação ideal no bairro mais boêmio do Rio.

Livraria Cultura Cine Vitória. R. Sen. Dantas, 45, Centro, tel. 3916-2600/ 3916-2618. Segunda a sábado, 9h às 21h; domingos e feriados, 13h às 19h.

EM 4 DIAS

Já apresentamos acima as dicas para os primeiros dois dias. Veja abaixo para os dois seguintes.

DIA 3

xparquelage.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

1 -Jardim Botânico/Gávea

Comece a manhã num tomando café no Parque Lage - um recanto delicioso em pleno Jardim Botânico. Visitar o parque que dá nome ao bairro, aliás, pode ser o programa seguinte. Ali perto, perca-se entre as imensas palmeiras imperiais, conheça o orquidário e centenas de espécimes da nossa flora. Dali, parta em direção à Gávea. O Baixo Gávea e seus bares podem ser uma parada interessante para um almoço farto - uma opção é o Braseiro da Gávea, que costuma ser o eleito de muitos cariocas.

Jardim Botânico. Rua Jardim Botânico, 1008, Jardim Botânico, tel. 3874-1808 e 3874-1214. Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, tel. 3257-1800.

2 - Lagoa

Faça a siesta à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas, contemplando os pedalinhos e os esportistas que se aventuram por lá, seja na água, na ciclovia ou no recém-reformado Parque dos Patins. Se animar, alugue uma bicicleta ou mesmo faça um passeio nos simpáticos patinhos e cisnes flutuantes. Mais tarde, uma boa pedida é conferir uma exposição no Instituto Moreira Salles, na Gávea.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, tel. 3284-7400. Terça a domingo, 11h às 20h. www.ims.com.br.

3 - Pólo Gastronômico de Botafogo

Para o fim do dia, reservamos uma expedição à movimentada interseção entre os bairros do Humaitá e Botafogo, onde dezenas de bares e restaurantes são um convite a petiscar, beber ou mesmo jantar deliciosos pratos da gastronomia carioca. Estique a noite na Cobal do Humaitá, que oferece desde opções como o mexicano Rota 66 até o pé-limpo Joaquina e o japonês Manekineko. Ali perto, na Rua Visconde de Caravelas, outra infinidade de estabelecimentos: do centenário Aurora ao misto de bar e restaurante Caravela do Visconde, são várias as opções. Deu vontade de cair na pista? A Casa da Matriz e o Bukowski, dois destinos animados, estão no mesmo bairro.

Bukowski. Rua Álvaro Ramos, 270, Botafogo, tel. 2244-7303. 21h/6h (fecha de dom. a qui.). Casa da Matriz. Rua Henrique de Novaes, 107, Botafogo, tel. 2226-9691. Caravela do Visconde. Rua Visconde de Caravelas, 136, Botafogo, tel. 2266-3128. 11h/0h (dom. até 18h) Cobal do Humaitá. Rua Voluntários da Pátria 448, Humaitá, tel. 2537-0186.

DIA 4

1 - Visitar o Parque das Ruínas
No alto de um mirante em Santa Teresa, os restos de um dos pólos de efervescência cultural do Rio até a década de 1940 dividem o espaço com uma vista fantástica da cidade. Tendo o Centro da cidade e a orla do Flamengo à Urca como pano de fundo, nos fins d | Crédito: Redação Veja rio

1 - Floresta da Tijuca

Explorar uma das maiores áreas verdes urbanas do mundo é um programa imperdível para quem vem ao Rio. Com cerca de três horas, é possível passear por lá e até fazer uma das várias trilhas existentes na floresta, que faz parte do Parque Nacional da Tijuca. Listamos as melhores trilhas da cidade, e seis delas estão por lá.

2 - Santa Teresa

O bucólico bairro merece uma visita. Aproveite para passear pelo Parque das Ruínas. Lá, no alto de um mirante, os restos de um dos pólos de efervescência cultural do Rio até a década de 1940 dividem o espaço com uma vista fantástica da cidade. Curta o climinha tranquilo, ande pelas ladeiras e vielas antes transitadas pelos tradicionais bondes e almoce por lá. O Bar do Arnaudo, no Largo dos Guimarães, e o alemão Adega do Pimenta são dois destinos certeiros por lá.

Adega do Pimenta. Rua Almirante Alexandrino, 296, Santa Teresa, tel. 2224-7554. 12h/22h (sáb. até 20h; dom. até 18h). Bar do Arnaudo. Rua Almirante Alexandrino, 316 - loja B, Santa Teresa, tel. 2210-0817. 12h/22h (seg. até 18h; sáb. e dom. até 20h). Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, tel. 2215-0621.

3 - Favela Santa Marta

Num tempo em que as favelas pacificadas viraram novos cartões-postais da cidade, não pode faltar no roteiro a visita a uma comunidade. A favela Santa Marta, em Botafogo, foi a primeira a receber uma UPP, no fim de 2008, e brinda seus visitantes com uma deslumbrante vista do Rio. Para subir, use o plano inclinado, uma espécie de teleférico com 5 estações que dão acesso a diferentes partes do morro. O trajeto é de 340 metros, e dura cerca de 10 minutos. Curiosidade: desça na quarta parada e visite a laje onde Michael Jackson gravou o clipe They Don't Care About Us, em 1996.

Plano inclinado do Santa Marta. Rua São Clemente, 307, Botafogo. O acesso é gratuito.

EM 7 DIAS

Se você tem o privilégio de desfrutar uma semana inteira na cidade maravilhosa, veja abaixo a programação que completa os últimos três dias.

DIA 5

barra-music-01.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

1 - Avenida Niemeyer e São Conrado

É dia de explorar a Barra, o Recreio e arredores. Comece pelo Mirante do Leblon, tomando uma água de coco bem gelada num dos quiosques dali. Desça até o Posto 12 e pegue o ônibus de integração do metrô - ele segue pela Avenida Niemeyer e vai te dar a oportunidade de contemplar a indescritível paisagem à beira-mar. Do outro lado da via, é possível ver a entrada para a favela do Vidigal. Quem quiser se aventurar no voo livre deve descer no final da Avenida, chegando a São Conrado. Dali, ir até a Pedra Bonita, de onde instrutores e praticantes saltam para sobrevoar o bairro.

2 - Praia do Pepê + almoço natureba

No comecinho da Barra, logo depois do quebra-mar, o point praianos dos esportistas é um ótimo ponto para esticar a canga e pegar um solzinho. Depois de um bom mergulho, almoce na filial do Jardim Oceânico do Balada Mix, casa de sucos e sanduíches queridinha da galera saudável.

Balada Mix. Avenida Érico Veríssimo, 805 - Barra, tel. 2491-6222.

3 - Outras praias

Reserva, Recreio, Macumba, Prainha. Bem mais vazios que as praias da Zona Sul, estes cantinhos da orla na Zona Oeste são refúgios incríveis para quem curte sol, mar e boas ondas. Se você pratica surf, vai adorar cair por lá. Se quer badalar em areias diferentes e até ver alguns famosos, também vai gostar da experiência.

4 - Night no point

Para fechar a noite, um dos destinos mais badalados da cidade e que fica justamente por aquelas bandas: o Barra Music, sempre lotado de patricinhas, periguetes, jogadores e artistas. A programação da casa é variada, e inclui desde shows de Preta Gil até rodas de samba e noites dedicadas ao funk.

Barra Music. Mais informações em www.barramusic.art.br.

DIA 6

museu_nacional.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

1 - Quinta da Boa Vista/ Museu Nacional

Visitar o zoológico mais antigo do Brasil e o maior museu de história natural e antropológica da América Latina é a nossa sugestão para abrir o seu penúltimo dia. O Jardim Zoológico do Rio foi inaugurado em 1945 e abriga mais de 2 000 animais, incluindo espécies raras e ameaçadas de extinção, como o Urubu Rei e a Ararajuba. Um piquenique na Quinta da Boa Vista completa o passeio em conta. Já o Museu Nacional é a mais antiga instituição científica do Brasil. O museu, que hoje pertence à UFRJ, foi residência de membros da família real portuguesa. Curiosidade: seu rico acervo de ciências naturais é fruto da paixão da Princesa Leopoldina pelo tema. Nas coleções há desde meteoritos a ossadas de dinossauros.

Rio Zoo. Quinta da Boa Vista, s/n, São Cristóvão. RioZoo: terça a domingo, de 9h às 16h30. Quanto custa: R$ 6,00 ou 3,00 (meia entrada) Museu Nacional. Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, tel. 2562-6900. Terça a domingo, 10 às 16h. Informações em http://www.museunacional.ufrj.br

2 - Centro de Tradições Nordestinas

Para fechar o dia, um passeio imperdível para quem gosta de sons, sabores e cores do Nordeste. Também em São Cristóvão, a Feira de São Cristóvão é um ótimo destino para quem quer comer bem, dançar e se divertir a noite inteira. A VEJA Rio listou o que você vai encontrar por lá.

Campo de São Cristóvão, s/n, São Cristóvão, tel. 2580-5335. Informações em www.feiradesaocristovao.org

DIA 7

alemao-01.jpg
| Crédito: Redação Veja rio

1 - Parque Madureira

O novo espaço de lazer favorito dos cariocas é uma ótima pedida para começar o último dia. É a terceira maior área verde do Rio e conta com variados atrativos. Listamos 10 deles aqui.

Parque Madureira. Rua Soares Caldeira, 115, Madureira (Em frente ao Madureira Shopping). De terça a domingo, das 5h à 0h. Grátis.

2 - Teleférico do Alemão

O novo cartão-postal da cidade, no coração do Complexo de favelas do Alemão, é o programa perfeito para terminar sua temporada carioca em grande estilo. Uma vez na Estação Bonsucesso, pegue uma das 153 cabines e faça o passeio que dura cerca de 15 minutos, passando por seis estações. Custa apenas R$ 1,00, e a recompensa é uma vista espetacular do alto da Fazendinha.

Como chegar ao teleférico: Pegue o metrô até a estação Del Castilho. De lá, a opção mais rápida é seguir de táxi até a estação Bonsucesso - a corrida custa cerca de 15 reais.

Fonte: VEJA RIO