VIAGEM

Onde comer em Nova York, por Carla Pernambuco

A cidade que nunca dorme tem espaço para a culinária do mundo inteiro. Veja as dicas de quem descobriu, por lá, a paixão pela gastronomia

- Atualizado em

As dicas da chef, que morou em Nova York e descobriu, enquanto vivia na cidade, sua paixão pelas panelas, vão fazer você se sentir um local. De comida asiática a chocolates e cookies, eis uma amostra confiável da pluralidade de cozinhas que você encontrará por lá.

ny-1.jpg
(Foto: Redação Veja rio)
1 - The Masala Wala

"É um restaurante chique de comida indiana de rua. Ou um restaurante de comida de rua indiana chique, não importa. É um café que já é o novo indiano favorito de quem frequenta o Lower East Side. A cozinha tem um pouco de tudo do sudeste asiático, como biryani, tikka masala, korma, vindaloo, samosas? Mas eles capricham na estética e você pode escolher como quer sua comida por ?palheta de tons?, ou ainda estilo chat-pat (comida de rua) ou dhaba (de vendedores ambulantes). Tudo é fresco, feito na hora, e o aroma das especiarias é contagiante. Cerveja importada da Índia e do Sri Lanka; masala chai, kshmir chai, indian chai, thandala, lassi?. Tikka! Tikka!"

179 Essex St. (com E. Houston St.) http://themasalawala.com

2 - Club 21

"Este lugar teoricamente ?secreto? é um luxo e vai direto à história de Nova York. Fica no 21 Club , um dos speakeasies aberto em 1929, e mais especificamente na adega subterrânea. Para entrar você passa pela cozinha, desce uma escada de metal de duas voltas e ainda atravessa uma parede (uma porta falsa) de 2 toneladas que só abre com um espeto inserido entre dois tijolos. Era uma mirabolante e inventiva criação de engenharia da época da Lei Seca. Hoje em dia é uma sala de jantar privada para 22 pessoas muito especial e que precisa ser reservada com muita antecedência. É mágica e memorável e com certeza vai fazer a sua lista de Top 10 refeições na vida. A carta de vinhos do The Wine Cellar Room at 21 Club é impressionante e a comida, maravilhosa. O restaurante do 21 Club em si já é tradicionalíssimo. Por exemplo, foi lá onde Humphrey Bogart e Lauren Baccall tiveram seu primeiro jantar a dois, onde o ex-presidente Bill Clinton comemorou os 17 anos da filha Chelsea, onde Liz e Richard Burton jantavam. Ricky Gervais, Joan Collins e Rod Stewart tem mesa certa. A adega ainda tem coleções privadas, como de Elizabeth Taylor, Richard Nixon e Frank Sinatra. Para uma ocasião muito especial, este é um lugar especial."

http://www.21club.com/

3 - Eleni?s

"Os cookies de lá são simplesmente perfeitos. Sequinhos, não muito doces e decorados com fondant impecável. A loja fica no Chelsea Market, tem degustação todas as tardes e você não sai de mãos vazias (aliás presentinhos para qualquer ocasião). Se a culpa impede você de comer , prefira os mini coraçõezinhos, em caixas com 34."

http://elenis.com

4 - Bouloud Sud

"O restaurante fica no comecinho do Upper West Side, na 64 com Central Park West, a zona preferida do megachef Daniel Bouloud recentemente. A cozinha é francesa, Mediterrânea, mesclando Marseille e Nice com Israel, Turquia e Grécia e um pouco de Egito. Segundo a Time Out, o prato imperdível é kataifi de pato; mas o menu inteiro é de dar água na boca: salada turca de nozes e romã; escabeche de sardinhas com passas; sopa harira, com lentilhas e merguez de ovelha, tagine de galinha e grapefruit givré. Vale notar que a decoração tem painéis digitais de Vik Muniz."

http://www.danielnyc.com/boulud_sud.html

ny.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

5 - The Dutch

"O restaurante mais festejado de 2011, é mais um de Andrew Carmellini, com comida Americana chic. É excelente, lindo, mas barulhento e o fato de ser ?da moda? atrapalha. Os sanduíchinhos de ostras fritas já viraram clássicos (deliciosos, em mini-buns de leite); a salada de beterraba com ovos defumados também é recomendada, mais, claro, steak tartare, hamburger e frango defumado. Fica no Soho."

http://thedutchnyc.com

6 - The Monkey Bar

"É outro com cozinha Americana, mas dedicada à clássica e sofisticada Nova York. O dono é editor da Vanity Fair, Graydon Carter, e já foi responsável pelo sucesso do Waverly Inn há alguns anos. Ele promete o mesmo para o Monkey Bar e por isso chamou uma equipe inteira nova. Está sempre lotado e o bar estendeu seu horário de funcionamento até 2 da manhã. O chef vem do Craft, Damon Wise, que misturou tradição com algumas novidades e também concorre como chef do ano. Suas criações: halibut com chorizo, pork belly com kimchi e ostras, pato com cogumelos e figos, fetuccine defumado com caviar uni e conservas de cebola. O restaurante é elogiadíssimo e ninguém sai de lá reclamando."

(http://monkeybarnewyork.com/)

7 - Veselka

"No East Village, já é uma instituição para quem quer uma refeição a qualquer hora da noite: fica aberto 24h. Você vai ao Veselka pra comer basicamente pierogis (maravilhosos) e borscht (excelente). E todas as variações em volta deste tema (com carne, sem carne, quente frio, com pepino, sem pepino, pierogi de batata, cebola, verdura, com sour cream, sem sour cream, com pão ou sem, com repolho ou sem, etc.). Há outras especialidades americanas e ucranianas no cardápio, claro, todas em ode ao carboidrato, mas tudo bem, é um diner com comida Ucraniana Soul. Vive lotado. Vá sem medo."

144 Second Ave com 9th St, 10003

8 - Li-Lac Chocolates

"Outra tradição novaiorquina. Eles existem há mais de 80 anos e eram um ?must? dos anos 20 e 30 (em plena Lei Seca, fazer o quê não é?) e continua como marco até hoje. Tanto a lojinha do Village, como a filial no Grand Central Terminal, ainda mantém clima, sabor e decor da antiga lojinha da Cristopher St. É um negócio de família, a fábrica fica no Brooklyn e não há quem resista a suas passas, cerejas, ou casquinhas de laranja cobertas com chocolate."

40 Eighth Ave., entre 8th e Jane Sts/ Lexington & 43rd Sts. (Grand Central), tel. +1 212 924-2280; +1 212 370-4866

9 - MaxBrenner

"Este é o mais fácil de achar, logo ali na Union Square. Max Brenner vem de Israel e se promove como ?chocolate do careca?. O primeiro restaurante em Nova York queria ser apenas um lugar para sobremesa, por isso ?tematizaram? o lugar com chocolate. Mas deu muito certo, está aberto o dia inteiro, do café da manhã, à sobremesa, brunch, drinks ou almoço. Ou só mesmo pra esquentar a alma? O balcão de cafés é excelente! Há também, uma loja com presentes de todos os preços (e programação visual genial) e o restaurante. No inverno é perfeito."

841 Broadway, tel. + 1 212 388-0030

10 - Eataly

"É o complexo gastronômico do super chef Mario Batalli, sempre cheio e com várias opções para comer. Dentre os restaurantes, há um de carnes, o MANZO, com cozinha e carta dedicadas ao Piemonte e ambiente mais resguardado que os demais. É o único no EATALY que aceita reservas.

http://eatalyny.com/

CLIQUE AQUI PARA VOLTAR À AGENDA GOURMET

Fonte: VEJA RIO