subindo a serra

Dez cachoeiras incríveis no estado do Rio

Para dar uma fugida da cidade, listamos quedas d'água tão bonitas que valem a viagem no final de semana

Por: Luna Vale - Atualizado em

Com o friozinho chegando, alguns destinos no estado do Rio começam a ficar mais procurados pelos cariocas, como as serras de Mauá, Friburgo e Penedo. Mas esses destinos não oferecem programas apenas para o inverno. Ricos em paisagens naturais, com belos rios e florestas, as regiões são verdadeiros paraísos para quem quer dar um mergulho em água natural e ficar em contato com a natureza.

+ Dez destinos “bate e volta” no estado do Rio

Para quem não tem medo de encarar a água fria, listamos dez cachoeiras no estado do Rio que fazem a viagem de fim de semana valer a pena.

  • Cachoeira do Bracuí  -  Angra
cachoeira do bracui angra dos reis
Cachoeira do Bracuí, em Angra dos Reis (Foto: Divulgação)

Além de uma beleza incomparável, esta cachoeira tem uma grande peculiaridade: ela se forma em São Paulo, mas deságua no Rio. Isso porque fica na Serra da Bocaina, na divisa entre os dois estados.  O acesso é feito pela cidade de bananal, no lado paulista, mas a vista do poço onde se toma banho é para o mar da Baía de Ilha Grande, do lado fluminense. A caminhada de 3,5 quilômetros e leva a cinco quedas d’água que juntas tem uma altura de 1100 metros.

Como chegar: Saída no km 273 da Dutra, altura de Barra Mansa. Siga pela estrada RJ 157 até Bananal, de onde se pega a SP 247 para subir a Serra da Bocaina. O acesso a cachoeira é no km 28 da Estrada da Bocaina, de onde se pega mais 11km de estrada de terra até o início da trilha.

Distância do Rio: 155 km

+  Dez hotéis para viajar com as crianças

  • Cachoeira da Saudade – Mauá                
cachoeira da saudade maua
Cachoeira da Saudade, em Mauá (Foto: Divulgação)

Dentre as dezenas de cachoeiras que o munício abriga, esta é um dos destaques. Na verdade, é um parque com dois quilômetros de trilhas, doze quedas d’água e um mirante a 1800 metros de altura. Além de caminhos bem sinalizados, o local conta com estrutura como bar, banheiros e estacionamento. É cobrado um valor simbólico para ajudar na manutenção da área.

Como chegar: Saindo de Mauá, dobrar a primeira direita após o único posto de gasolina da região. Dobrar à direita depois de atravessar a Ponte da Gávea e andar mais um quilômetro até o mirante do Alcantilado. Após dois quilômetros, está o parque Alcantilado, ande mais cinco quilômetros e acesse a estrada para a cachoeira da Saudade.  A partir de então, são seis quilômetros até a entrada.

Distância do Rio: 210 km

  • Cachoeira Conde D’eu – Sumidouro
cachoeira conde d'eu divulgacao
Cachoeira do Conde d'Eu, em Sumidouro (Foto: Divulgação)

Com o nome em homenagem ao marido da Princesa Isabel, é a maior cachoeira do estado. A impressionante queda de 127 metros do Rio Paquequer fica na Região Serrana, próximo a Nova Friburgo. Ao atingir as pedras, o volume de água forma uma nuvem de gotículas que facilitam a formação de arco-íris. Grandes rochas arredondadas devido à erosão formam outras pequenas quedas, cercadas de vegetação nativa. O cenário serviu de inspiração para o escritor José de Alencar no romance O Guarani.

Como chegar: Acesso pela RJ-148 com placa indicando a entrada, a cerca de 15 minutos do centro. A estrada se torna de terra e em determinado momento é preciso deixar o carro e seguir caminhando até a base.

Distância do Rio: 160 km

+ Dez motivos para visitar o Parque Nacional da Serra dos Órgãos

  • Poço dos Dinossauros - Penedo
serrinha do alambari penedo
Poço dos Dinossauros, em Penedo (Foto: Divulgação)

A cachoeira fica na Serrinha do Alambari, um dos principais pontos turísticos do Parque de Itatiaia com forte preservação ambiental. A trilha para chegar ao poço sai de uma propriedade privada que cobra entrada já com um guia incluído (obrigatório) e vale agendar por telefone. São cerca de 2,5km do camping da Serrinha até a entrada da propriedade. A trilha dura cerca de meia hora por trecho, levando também ao Poço do Céu. O acesso não é simples devido à mata fechada e às pedras escorregadias, mas a vista compensa.

Como chegar: Pegar saída 311 (Penedo/Mauá) na Dutra (BR 116) e entrar a direita na RJ163. Siga na estrada por mais 4km após o pórtico de entrada de Penedo (sem entrar). Entre na placa que indica Serrinha do Alambari e siga por mais 4km até a praça principal.

Distância do Rio: 176km

+ Os melhores campings do Rio

  • Cachoeira do Robertão – Barra Mansa
cachoeira do robertao barra mansa
Cachoeira do Robertão, em Barra Mansa (Foto: Divulgação)

O que impressiona não é tanto a altura (são duas quedas com apenas 10 metros cada), mas sim a formação rochosa em C, como se fosse um buraco. Diferentemente de muitos rios barrentos e escuros, a água é verde cristalina e com pouca profundidade.

Como chegar: A partida é do vilarejo de Amparo na estrada rumo à Santa Isabel, de onde sai a trilha para cachoeira.

Distância do Rio: 133 km

  • Cachoeira Sete Quedas - Sana
cachoeira das sete quedas sana
(Foto: Divulgação)

Dentre as diversas cachoeiras da região (mais de 20), chama atenção pela formação rochosa como uma escada natural com sete degraus. É considerada uma das mais bonitas do Sana. Um dos atrativos é a possibilidade de passar pela cortina de água e ficar no vão atrás da queda.

Como chegar: A partir do Sana, pela estrada do Frade, chega-se em aproximadamente cinco minutos a estrada para o Circuito das Águas. Ao chegar no parque, é preciso fazer uma trilha de cerca de meia hora.

Distância do Rio: 155km

  • Cachoeira da Amorosa – Conceição de Macabu
cachoeira amorosa conceicao de macabu
Cachoeira Amorosa, em Conceição de Macabu (Foto: Divulgação)

Com fácil acesso (é possível chegar de carro), a cachoeira é forma por dois saltos, sendo  o maior com cerca de 15 metros. O poço não é muito profundo, cercado por natureza e mata nativa. Para evitar a grande quantidade de visitantes, recomenda-se evitar finais de semana e feriados. O município fica no norte fluminense, próximo a Macaé.

Como chegar: Da cidade, pegue a estrada para Trinfo, onde fica o acesso à cachoeira. De lá, são aproximadamente 18 minutos de carro.

Distância do Rio: 220 km

  • Cachoeira das Andorinhas - Aldeia Velha
cachoeira das andorinhas aldeia velha
Cachoeira das Andorinhas, em Aldeia Velha (Foto: Divulgação)

Com uma queda de 12 metros, fica a 4km do centro e oferece também a prática de rapel e tirolesa. Há cobrança de uma taxa simbólica para ajudar a manter o local. Logo acima, outros dois poços de água valem a visita. Subindo pela mesma estrada é possível chegar à Toca da Onça e ao Encontro dos Rios, na região de Lumiar.

Como chegar: Saindo da cidade, siga a rua da única padaria sentido RPPN Fazenda Bom Retiro, e ande mais dois ou três quilômetros após a fazenda.

Distância do Rio: 130km

  • Cachoeira da Pedra Branca - Paraty
cachoeira da pedra branca paraty
Cachoeira da Pedra Branca, em Paraty (Foto: Divulgação)

Duas quedas que terminam em piscinas naturais cercadas de pedras formam uma das cachoeiras mais belas da região. O local abriga também ruínas da primeira usina de força de Paraty. Uma outra trilha bem curta leva a uma segunda queda, com ducha e piscina naturais. Por ficar em uma área privada, há cobrança de entrada para ajudar na conservação do local.

Como chegar: Acesso pelo quilômetro 4,5 da Estrada Paraty-Cunha. Virar à direita após a Ponte Branca, no final começa a trila..

Distância do Rio: 280km (Paraty)

  • Cachoeira da fumaça -  Estrada Serramar
cachoeira da fumaca serramar
Cachoeira da Fumaça, na Estrada Serramar (Foto: Divulgação)

A rodovia (RJ142) de 61 quilômetros que liga os municípios de Nova Friburgo a Casimiro de Abreu é conhecida como Ecoestrada Serramar. Com 15 metros de queda, a cachoeira, que fica a 17km do centro de Casimiro de Abreu, ganhou o nome devido á espessa cortina de água cristinalina durante a cheia do Rio Macaé.  

Distância do Rio: 130km

Fonte: VEJA RIO