Especial de inverno

Confira as atrações históricas nas serras no Rio

Endereços para passear, aprender e se divertir com curiosidades de outros tempos

Por: Redação Veja Rio

22. Monumento Pioneiro

Datado de 1884, o Palácio de Cristal é a primeira construção pré-fabricada no Brasil. Encomendada pelo Conde D’Eu, foi feita na França, para a exibição de flores, frutos e pássaros na Cidade Imperial. Hoje, sedia eventos e exposições. Além da fachada, toda de vidro, seu imenso jardim chama a atenção dos visitantes. A entrada é franca.

Rua Alfredo Pachá, s/nº, Petrópolis, ☎ (24) 2247-3721.

23. Pedra sobre pedra

Agora aberto à visitação, sempre na primeira quinta de cada mês, o Castelo de Itaipava foi projetado por Lucio Costa para o Barão J. Smith de Vasconcellos. Até hoje, trata-se da  única construção em estilo medieval com um toque normando clássico das Américas. Foi erguido em 1920 e tem 42 cômodos, todos abertos ao público com entrada franca.

BR-040, km 56, Itaipava, ☎ (24) 2222-0900. www.castelodeitaipava.com.br.

24. Veículos do passado

Museu Imperial
Museu Imperial (Foto: Divulgação)

O palácio que servia de residência de verão de dom Pedro II e sua família funciona desde 1940 como o principal museu da cidade. Construído entre 1845 e 1862, o palacete, em estilo neoclássico, também abriga o Pavilhão das Viaturas, onde estão expostos carruagens e um trem do século XIX (10 reais a entrada).

Rua da Imperatriz, 220, Petrópolis, ☎ (24) 2233-0300. www.museuimperial.gov.br.

25. tumba imperial

Na Paróquia de São Pedro de Alcântara (padroeiro da cidade e da monarquia brasileira), encontra-se o mausoléu da família real. Estão lá os restos mortais de dom Pedro II, de Teresa Cristina, da princesa Isabel, do conde D’Eu, de dom Pedro de Alcântara e de sua esposa, Elisabeth. Entrada franca.

Rua São Pedro de Alcântara, 60, Petrópolis, ☎ (24) 2242-4300. www.catedralde petropolis.org.br.

26. Paredes de vidro

Inaugurada em 1988, a Casa de Cultura Adolpho Bloch é grande incentivadora da cultura local: promove oficinas e abre as portas no primeiro domingo do mês para o evento Cultura de Raiz, com músicos da região. As fachadas são feitas de painéis de vidro, permitindo ainda que o público possa curtir a bela vista do maciço da Serra dos Órgãos.

Praça Juscelino Kubitschek, s/nº, Teresópolis, ☎ (21) 2644 4092.

27. Espetáculo da natureza

O pavilhão do orquidário Arabotanica (ex-Aranda) é um “parque de diversão” para amantes da flor — os destaques são a cimbídio e a sapatinho, espécies que só brotam no inverno. Há uma área para a venda de espécimes cultivados ali, com preços de 35 a 85 reais.

Estrada Francisco Smolka, 601, Teresópolis, ☎ (21) 3641-2985. www.arabotanica.com.br.

28. Educação ambiental

Aberto em 1942, o Museu Regional da Fauna e Flora fica dentro do Parque Nacional de Itatiaia (14 reais a entrada) e abriga mais de 2 000 espécies de frutos, 400 exemplares de répteis, aves e mamíferos, além de 2 000 de insetos e aracnídeos.

Parque Nacional de Itatiaia, ☎ (24) 3352-1292. www.icmbio.gov.br.

29. Jardim encantado

O museu encontra-se fechado para obras, mas a chácara da Casa da Hera está de portas abertas. O espaço, do fim de século XIX, abriga uma exposição permanente de fotos que conta a história da casa, além de um túnel de bambu de 500 metros. Segundo a lenda local, o casal que passa por ele é feliz pelo resto da vida. Por isso, é conhecido como o túnel do amor. Entrada franca.

Rua Doutor Fernandes Jr, 160, Vassouras, ☎ (24) 2471-2930/2961. www.casadahera.wordpress.com

30. Som das antigas

A fachada da Casa da Cultura de Conservatória, construída na segunda metade do século XIX, em estilo neoclássico, é considerada a mais bela da cidade. No local há exposições, shows, palestras, mas o destaque é a coleção de gramofones e rádios antigos. O espaço serve ainda de ponto de encontro para os seresteiros da região, nas noites de sexta e sábado. É de lá que, aos sábados, eles saem para percorrer a cidade, tocando e cantando.

Rua Monsenhor Paschoal Librelloto, 307, Conservatória, ☎ (24) 2438-0060.

5 fazendas históricas que valem uma visita

31. Secretário

Secretário
Secretário (Foto: Divulgação)

Em estilo neoclássico, a propriedade chama atenção pelo vasto jardim com um conjunto de estátuas de ferro fundido. O interior da casa também conserva características do século XIX, com destaque para a escadaria em jacarandá  e o mobiliário francês (80 reais a visita).

Estrada da Angola, 4822, Vassouras, ☎ (24) 2488-0150.

32. Mulungu Vermelho

Uma das principais produtoras de café do Vale do Paraíba no século XIX, a propriedade erguida em 1831 guarda até hoje vestígios do período, como um lavador de café. A visita (45 reais) inclui palestra e lanche.

Estrada de Aliança, 4446, Vassouras, ☎ (24) 99829-3628.

33. Chacrinha

Chacrinha
Chacrinha (Foto: Divulgação)

Todas as instalações preservam os detalhes da época em que a casa foi construída, em 1881. Mas os antigos terreiros de café e o alambique, embora não funcionem mais, são as grandes atrações da fazenda, que está aberta à visitação pública (gratuitamente) durante a semana.

Estrada da Chacrinha, s/nº, Valença, ☎ (24) 2453-4661.

34. São João da Barra

Datada de 1830, ela guarda até hoje características do período. Estão expostos o mobiliário e a louça da época, além de santos barrocos, o convite para o funeral de dom Pedro II, moedas antigas e documentos originais do século XIX, como os de alforria, de compra e venda de escravos (visita a partir de 35 reais, com lanche).

Estrada Morro Azul Arcádia, 1650, Vassouras, ☎ (24) 2468-2029.

35. São Luiz da Boa Sorte

São Luiz da Boa Sorte
São Luiz da Boa Sorte (Foto: Divulgação)

União de duas importantes propriedades do período áureo do ciclo do café, a São Luiz e a Boa Sorte, a fazenda oferece visitas guiadas (60 reais, com lanche) às instalações com móveis e obras de arte dos séculos XVIII e XIX. Destaque para o quarto do príncipe, montado para receber a visita do Conde D’Eu, em 1876.

Rodovia Lucio Meira, BR 393, Km 210, Vassouras, ☎ (21) 99250-9798. www.fazendasaoluizdaboasorte.com.br.

Fonte: VEJA RIO