férias em casa

Aluguel por temporada é alternativa para viagem mais econômica

Com diferentes tipos de hospedagem sem perder o conforto, a modalidade ganha força entre cariocas e turistas

Por: Luna Vale - Atualizado em

Na Europa e nos Estados Unidos o aluguel por temporada é uma saída comum para turistas que buscam uma hospedagem mais barata que hotéis e proprietários de olho em um orçamento extra. No ano passado, a tendência começou a ganhar força no Brasil, principalmente por conta dos grandes eventos como Jornada Mundial da Juventude, Copa das Confederações e Copa do Mundo. O site AlugueTemporada registrou um aumento de 73% no número de anúncios nos últimos três anos.

+ Confira dicas para evitar problemas com o aluguel

Durante as férias de verão, aumenta o número de turistas circulando pelo país. Com os altos preços dos hotéis devido à alta temporada, alugar uma casa ou um quarto pode ser uma solução mais econômica. Além de ter um preço mais em conta, a maioria oferece cozinhas equipadas, dando a possibilidade de fazer refeições em casa.

+ A programação completa do Réveillon no Rio

Abaixo, listamos alguns sites que oferecem hospedagens no Brasil e no exterior, além de empresas focadas em alugueis por temporada no Rio de Janeiro.  

► Para alugar ou se hospedar:

aluguetemporada1
Site AlugueTemporada (Foto: Reprodução Internet)

Fundado em 2001, foi comprado em 2010 pelo grupo americano HomeAway e hoje oferece mais de 24 mil imóveis no Brasil. O site contém apenas apartamentos inteiros, não sendo possível alugar apenas um quarto. O funcionamento é bem parecido com o dos demais sites , com uma principal diferença: para anunciar, é preciso pagar uma mensalidade que varia de acordo com a opção de plano (são seis) escolhida.  O tempo mínimo é de três meses, que no plano mais básico sai por R$199 (R$66,33 por mês).

airbnb
Airbnb (Foto: Reprodução Internet)

De longe o site mais famoso nessa área. Os números da companhia fundada em 2008 na Califórnia impressionam: são cerca de 800.000 acomodações em 34 mil cidades espalhadas por mais de 190 países, já tendo atendido 25 milhões de hóspedes. Para quem quer anunciar, o cadastro é gratuito e o site cobra uma taxa de 3% sobre o valor de cada reserva fechada. A plataforma oferece comentários e referências sobre os apartamentos e sobre os hóspedes e com isso, quem aluga pode escolher se aceita ou não receber determinada pessoa em sua casa. Outro ponto legal é que o anúncio é automaticamente traduzido para 25 idiomas

wimdu
Site Wimdu (Foto: Reprodução Internet)

Com sistema semelhante ao do Airbnb, a companhia alemã foi criada em Berlim, em 2011 e hoje o site conta com mais de 300.000 opções de hospedagem em 150 países. Mais de três milhões de pessoas já fecharam negócio através do site.

► Para se hospedar no Rio:

riopvc
Site Riopravocê (Foto: Reprodução Internet)

Comandado pelo casal Sérgio Fonseca e Ane Aguirre, a ideia nasceu em 2007 vendo a dificuldade de amigos em achar um bom apartamento para temporada no Rio. São dez apartamentos pequenos (oito em Copacabana e dois na Glória), com capacidade para um casal (duas pessoas, alguns com possibilidade para casal com uma criança ou família com três pessoas), todos com ar-condicionado, ventilador, camas confortáveis, TV a cabo ou por satélite, conexão para Internet banda larga e cozinha funcional equipada. Na alta temporada (dezembro a março), exceto os feriados, a diária média sai por R$250. Com estadia mínima de cinco noites (e máxima de 90, como previsto em lei), não é permitido fumar ou levar animais domésticos aos apartamentos.

alexrioflats
Site Alex Rio Flats (Foto: Reprodução Internet)

Fundado por um brasileiro em 2002, o site concentra seus sete studios e um apartamento de dois quartos em Copacabana e no Arpoador. Não se assuste se a página aparecer em francês quando você acessar, ela foi recomendada pelos três principais guias de turismo da França. No ano passado, ganharam uma recomendação do famoso guia Lonely Planet. Junto com as fotos detalhadas do apartamento, Alex disponibiliza um mapa com a localização e o entorno de cada endereço.  

aluguenorio
Site Alugue no Rio (Foto: Reprodução Internet)

O site, que começou em 2000, oferece 90 imóveis em treze bairros do Rio e alguns em Angra dos Reis. O pagamento é feito por depósito bancário ou cartão de crédito via paypal (com uma taxa adicional de 4%). Um apartamento de sala e quarto, para até quatro pessoas, em Copacabana na baixa temporada sai a partir de R$220 a diária.  Para os preços na alta temporada é preciso entrar em contato com o site. 

Fonte: VEJA RIO