TEATRO

Muito prazer, Maricleide

Otávio Müller encarna com gosto a protagonista do monólogo A Vida Sexual da Mulher Feia, atração no Teatro dos Quatro

Por: Rafael Teixeira

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Lenise Pinheiro/Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Heloisa Périssé foi o primeiro nome lembrado para estrelar o monólogo cômico A Vida Sexual da Mulher Feia. Um desencontro de agendas, porém, impediu a atriz de embarcar no projeto. Otávio Müller, idealizador e diretor da montagem, decidiu então ele mesmo encarnar Maricleide, a moça do título. Inspirado no romance homônimo da gaúcha Claudia Tajes, adaptado para o palco por Julia Spadaccini, o espetáculo conta a história de uma mulher bacana, divertida e inteligente - mas também dona de uma incontornável feiura. A opção de Müller por encarnar a baranga tem, em si, efeito cômico imediato. O grande acerto, entretanto, é outro: interpretada por um homem que não é exatamente um galã, sem sofisticados recursos de maquiagem ou figurino, Maricleide se torna de fato única, radicalmente diferente de qualquer mulher, por mais horrorosa que seja. A produção é modesta (e, pode-se dizer, apropriadamente feiosa), mas encontra na atuação de Müller o seu trunfo. Muito à vontade, ele transita com desenvoltura entre o deboche e a humanização da personagem, arrancando boas risadas e até, quem sabe, uma lágrima furtiva na cena final (90min). 12 anos. Estreou em 14/6/2014.

Teatro dos Quatro (402 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52 (Shopping da Gávea), 2º piso, Gávea, ☎ 2274-9895. → Quinta a sábado, 21h30; domingo, 20h. Não haverá sessão em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 60,00 a R$ 80,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). IC. Estac. (R$ 6,00 por duas horas). Até o dia 27.

Fonte: VEJA RIO