TEATRO

Vianninha Conta o Último Combate do Homem Comum

Aderbal Freire-Filho dirige nova montagem de texto de Oduvaldo Vianna Filho

Por: Rafael Teixeira

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Claudia Ribeiro/Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Levada aos palcos em 1972, Nossa Vida em Família tornou-se um exemplar eloquente da dramaturgia de Oduvaldo Vianna Filho (1936-1974), marcada pela abordagem da realidade brasileira através da figura do homem simples. No título desta nova montagem, encenada e rebatizada pelo diretor Aderbal Freire-Filho, há uma referência a célebres peças do Teatro de Arena (a exemplo de Arena Conta Zumbi) e reforça-se o heroísmo do sujeito comum ? no caso, o aposentado Souza (Cândido Damm). Marido de Lu (Vera Novello), ele convoca os filhos (Isio Ghelman, Paulo Giardini, Ana Velloso e Beth Lamas) para avisar que, por questões financeiras, o casal terá de deixar a casa onde vive há décadas, no interior do Rio. A solução (temporária, ao menos) é mandar a mãe morar com um filho na capital fluminense e o pai para a casa de uma filha em São Paulo, circunstâncias habilmente mostradas em paralelo no texto. A direção instigante investe aqui em mecanismos que evidenciam a teatralidade ? na permanência dos atores no palco mesmo quando não estão em cena, na coreografia do elenco em torno da mesa do belo cenário de Fernando Mello da Costa e na presença de um palhaço (Kadu Garcia) como uma espécie de mestre de cerimônias. Afinado, o elenco engrandece o espetáculo (110min). 14 anos. Estreou em 20/6/2014.

Teatro Sesc Ginástico (513 lugares). Avenida Graça Aranha, 187, Centro, ☎ 2279-4027. → Quarta a domingo, 19h. R$ 20,00 (qua. e qui.) e R$ 30,00 (sex. a dom.). Bilheteria: a partir das 13h (qua. a dom.). Até o dia 27.

Fonte: VEJA RIO