TEATRO

Preciso Andar

Adaptação da obra do britânico Nick Payne mostra o drama de um casal em crise conjugal

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

DALTON VALÉRIO/DIVULGAÇÃO
(Foto: Redação Veja rio)

Palavra de origem alemã incorporada à língua inglesa, wanderlust significa tanto o desejo de viajar quanto, de forma mais ampla, o impulso de sair da zona de conforto. O termo, nome original desta comédia dramática do britânico Nick Payne, descreve bem o estado dos personagens. Liz (Suzana Nascimento) e Alan (Otto Jr.) são um casal em crise - manifestada na gélida vida sexual dos dois. O quadro piora quando ela reencontra Estevão (Tárik Puggina), um amigo de juventude, e ele começa a se envolver com Clara (Cristina Lago), uma colega de trabalho. Enquanto isso, o filho deles (Fábio Cardoso) tem sua iniciação sexual com uma amiga mais experiente (Beatriz Bertu). Por trás do que parecem relações pautadas apenas pela libido, vislumbram-se questões mais profundas, ligadas a afeto, solidão, honestidade e, não menos importante, ao tal wanderlust, aquele desejo de ir além. Dirigido com sensibilidade por Ivan Sugahara, o elenco afinado encontra o tom certo na condução da história (90min). 16 anos. Reestreou em 2/2/2014.

Sede das Cias (50 lugares). Rua Manuel Carneiro, 12 (Escadaria Selarón), Lapa, ☎ 2137-1271. Sexta a segunda, 20h. R$ 30,00. Bilheteria: a partir das 19h (sex. a seg.). Até 24 de fevereiro.

Fonte: VEJA RIO