Grátis

Peça sobre a Lei Áurea é encenada no Cais do Valongo

O segundo espetáculo da série Porto de Memórias 2015 – 450 Anos terá duas sessões: uma no sábado (16) e outro no domingo (17)

Por: Redação Veja Rio

Abolição
(Foto: Divulgação)

No mês em que se comemora a assinatura da Lei Áurea, o espetáculo Abolição – Um Único Dia de Delírio ocupa o cenário que reconta a chegada de escravos no Rio, o Cais do Valongo (Avenida Barão de Tefé, Gamboa). Segundo espetáculo da série Porto de Memórias 2015 – 450 Anos, com sessões gratuitas no sábado (16) e domingo (17), às 18h, a montagem reconta a festa popular que aconteceu na antiga Praça D. Pedro I, atual Campo de São Cristóvão, no dia 17 de maio de 1888, quatro dias após a assinatura da princesa Isabel.

+ Confira o roteiro completo das peças em cartaz na cidade

“No espetáculo além dos mais conhecidos abolicionistas, vivos à época da assinatura da Lei Áurea, damos voz àqueles que lutaram em todo o país e aos que não chegaram a comemorar o fim da escravidão. Que a festa da liberdade, no lugar de chegada e de flagelo dos negros escravizados, simbolize a alegria de sua cultura, a honra de suas conquistas na redescoberta do Valongo”, afirma Sonia Mattos, idealizadora e coordenadora geral do projeto Porto de Memórias.

Criado por Alexei Waichenberg, Maria Nattari e Regina Miranda, a última assina a direção da montagem, o elenco é formado por nomes como Alexandre Paz, André Rumjanek, Christiano Joaquim, Dani Ornellas e Bernardo Falcone.

Fonte: VEJA RIO