teatro em família

Peça Acorda, Amor! tem sessão especial para pais e filhos

Sessão terá condições para mães assistirem ao monólogo acompanhadas de bebês de até 18 meses

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

Acorda, Amor!
Florencia Santángelo em Acorda, Amor!: adaptação do conto infantil A Bela Adormecida (Foto: Santiago Harte/Divulgação)

Com o objetivo de oferecer um programa cultural de qualidade às famílias com bebês pequenos, nesta terça (21), durante o feriado de Tiradentes, a peça Acorda, Amor! realizará uma sessão especial. O monólogo, em cartaz no Teatro Eva Herz, no Centro, terá sua apresentação adiantada para às 18h - exclusivamente para as mamães poderem levar seus bebês neste dia. A ideia é poder oferecer um ambiente adequado para que as famílias com bebês de até 18 meses possam assistir à peça. "Como pais -  Marcos, o diretor, acabou de ser pai pela terceira vez, e eu tenho uma pequena de seis anos - sabemos da dificuldade que é encontrar um espaço em que a programação, mesmo direcionada ao público adulto, possa contemplar esses primeiros meses em que o bebê deve estar junto com a mãe. Inspirados no Cinematerna pensamos nessa sessão", explica a atriz uruguaia Florencia Santángelo. 

+ Saiba mais sobre as peças em cartaz na cidade

Para criar condições mais favoráveis à presença de bebês de colo, será reduzida a temperatura do ar refrigerado, para que fique mais amena. Além disso, sala permanecerá com uma suave luz na platéia e será possível entrar e sair livremente, caso seja necessário. O conteúdo da peça não será adaptado, mas a equipe tentará evitar sons muito estridentes. Como é uma peça em que a intervenção da platéia é contemplada, será possível jogar com as interferências que possam acontecer. Uma pessoa da equipe vai receber o público, a fim de explicar o funcionamento desta sessão e ficar à disposição para oferecer ajuda caso seja necessário.

 

 

Fonte: VEJA RIO