TEATRO

Mentira bem contada

A incrível história do escritor fictício JT LeRoy ganha agradável montagem multimídia

Por: Carlos Henrique Braz - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪

roteiro-teatro-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Em 2005, a jornalista e escritora Luciana Pessanha foi a Paraty entrevistar o romancista americano JT LeRoy. Caiu igual a todo mundo, como se soube logo depois: o tipo andrógino, de voz fina, protegido por roupas largas, chapéu, peruca e óculos escuros, era uma mulher. Em entrevista ao jornal The New York Times, Jeff Knoop contou que o autor fictício era interpretado por sua meia-irmã, Savannah Knoop, e obras como Sarah, elogiadas por astros do porte de Madonna, Bono Vox e Lou Reed, tinham sido escritas por sua ex-mulher Laura Albert. A louca aventura literária da líder de uma banda punk obscura e atendente de um serviço de telessexo inspira o drama JT ? Um Conto de Fadas Punk, de Luciana Pessanha.

Débora Duboc, Natália Lage e Roberto Souza defendem, respectivamente, Laura, Savannah e Jeff. Hossen Minussi e Nina Morena se desdobram em vários papéis. Um deles, encarnado por Nina, é o de Asia Argento. Ludibriada pela farsa, a atriz italiana dirigiu e estrelou, em 2004, o filme Maldito Coração, adaptação do livro de contos homônimo de LeRoy. À exceção de Natália, todos no elenco eficiente empunham instrumentos e tocam na banda Daddy Don?t Go. Junto com projeções pouco usuais, a música contribui para o dinamismo da encenação, montada sob criativa direção de Susana Ribeiro e Paulo José. Tudo isso compensa fragilidades do texto ? e a história verdadeira, afinal de contas, é muito boa.

JT ? Um Conto de Fadas Punk (90min). 16 anos. Estreou em 16/3/2012. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro I (175 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a domingo, 19h. R$ 6,00. Bilheteria: a partir das 10h (qua. a dom.). Até 27 de maio.

Fonte: VEJA RIO