QUE ABSURDO!

Ionesco é homenageado com peças na Cidade das Artes

Dois espetáculos do Théâtre de la Ville, uma das mais reputadas instituições culturais da França, são apresentados no Festival Ionesco, de sexta (29) a domingo (31)

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

O Rinoceronte
Ionesco Suíte: na programação do festival (Foto: Jean-Louis Fernandez/Divulgação)

Nome-chave do teatro do absurdo, o autor franco-romeno Eugène Ionesco (1909-1994) tem sua obra celebrada de sexta (29) a domingo (31) na Cidade das Artes. Em pauta, a apresentação de dois espetáculos do Théâtre de la Ville, uma das mais reputadas instituições culturais da França. Batizado como Festival Ionesco, o evento leva o clássico O Rinoceronte (105min, 12 anos) à Grande Sala. Na trama, todos os habitantes de uma cidade, à exceção de um, começam a se transformar no animal que dá nome à peça.

Ionesco Suíte
Ionesco Suíte: na programação do festival (Foto: Agathe Pouoponey/Divulgação)

Ionesco Suíte (70min, 12 anos), atração na Sala Eletroacústica, é fruto de uma pesquisa do diretor Emmanuel Demarcy-Mota e de todo o elenco sobre a obra do escritor, abordando temas como convenções sociais, medo da existência e a incomunicabilidade.

Cidade das Artes. Avenida das Américas, 5300, Barra, ☎ 3328-5300. O Rinoceronte: Grande Sala (1 250 lugares). Sexta (29), 21h; sábado (30), 17h; domingo (31), 18h.R$ 60,00 (frisas e camarotes) e R$ 100,00 (plateia). Ionesco Suite: Sala Eletroacústica (100 lugares). Sábado e domingo, 21h.R$ 80,00. Bilheteria: a partir das 13h (sex.); a partir das 12h (sáb. e dom.). Estac. (R$ 10,00).     

Fonte: VEJA RIO