TEATRO

Corrida de revezamento

Em Fluxorama, de Jô Bilac, três atores alternam-se entre a direção e o centro do palco

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Ana Alexandrino/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Não é raro, na cena teatral carioca, encontrar um ator na função de diretor (e v­­ice-versa). Fluxorama, espetáculo que estreia na quinta (31), no Oi Futuro Flamengo, radicaliza a proposta. Encenado por um trio, o drama escrito por Jô Bilac traz três histórias, cada uma interpretada por um ator e dirigida por outro. Funciona assim: na primeira trama, com direção de Inez Viana, a personagem de Rita Clemente se percebe surda e mantém segredo sobre o seu estado. Em seguida, Viniciús Arneiro, conduzido por Rita, encarna um sujeito preso nas ferragens de um carro após um acidente. Por fim, Inez vive uma mulher que deseja correr a São Silvestre, dirigida por Viniciús (70min). 14 anos.

Oi Futuro Flamengo (63 lugares). Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. Quinta a domingo, 20h. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 14h (qui. a dom.). Até 15 de dezembro. Estreia prometida para quinta (31).

Fonte: VEJA RIO