TEATRO

Movimentos sensuais

O novo espetáculo da Cia. de Dança Deborah Colker é inspirado no livro Belle de Jour

Por: Rafael Teixeira

Flávio Colker / divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Três anos depois de levar aos palcos Tatyana, balé inspirado na obra-prima Eugênio Oneguin, romance do russo Alexander Pushkin (1799-1837), a coreógrafa Deborah Colker apresenta um novo espetáculo fincado em uma história com início, meio e fim. Com apenas cinco apresentações, a partir de sexta (13), no Theatro Municipal, Belle é baseado em Belle de Jour, livro do franc­o-argentino Joseph Kessel lançado em 1928. Na história, já adaptada para o cinema em A Bela da Tarde (1967), de Luis Buñuel - estrelado por Catherine Deneuve -, uma mulher casada passa as tardes trabalhando em um bordel. A argentina Amalia Alzueta vive a protagonista que, agora, evolui em coreografias carregadas de sensualidade. Na trilha sonora, reúnem-se Miles Davis, a banda de rock Velvet Underground e música eletrônica criada por Berna Ceppas (80min). 14 anos.

Theatro Municipal (2?244 lugares). Praça Marechal Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9005, ? Cinelândia. Sexta (13), 21h; sábado (14), 17h e 21h; domingo (15), 17h. R$ 20,00 (galeria lateral) a R$ 100,00 (plateia e balcão nobre). Bilheteria: a partir das 10h. IC. Até o dia 16.

Fonte: VEJA RIO