AMARGO REGRESSO

Filho volta a um lar em crise em Adorável Garoto

Texto do americano Nicky Silver ganha montagem com direção de Maria Maya, filha de Wolf Maya e Cininha de Paula

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Adorável Garoto
Mabel Cezar, Isabel Cavalcanti, Michel Blois, Leonardo Franco e Raquel Rocha: relações desajustadas (Foto: Páprica Fotografia/Divulgação)

Morando sozinho desde os tempos de faculdade, Isaac (Michel Blois) volta à casa de seus pais, Harry (Leonardo Franco) e Nan (Isabel Cavalcanti), em busca de abrigo. O casal, porém, se encontra mergulhado em uma profunda crise, agravada quando o rapaz anuncia os motivos de sua volta (que, claro, não convém revelar de antemão). Encenada pela primeira vez há dez anos no circuito off-Broadway, a tragicomédia Adorável Garoto traz alguns elementos recorrentes na dramaturgia de seu celebrado autor, o americano Nicky Silver: personagens disfuncionais, relações familiares esfaceladas, humor ferino e uma certa aura de realismo absurdo. Mabel Cezar e Raquel Rocha completam o elenco da montagem. A direção é de Maria Maya, estreante na função que já consagrou seus pais, Wolf Maya e Cininha de Paula (90min). 16 anos.

Espaço Sesc — Mezanino (90 lugares). Rua Domingos Ferreira, 160, Copacabana, ☎2547-0156. →Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. Excepcionalmente no sábado (25) e no domingo (26) não há sessão. R$ 20,00. Bilheteria: a partir das 15h (qui. a dom.). Até 16 de novembro.Estreia prometida para quinta (23).    

+ Veja mais peças em cartaz na cidade

Fonte: VEJA RIO