TEATRO

A vida é um tango

Aderbal Freire-Filho, na direção, põe o elenco para dançar no drama Deixa que Eu Te Ame, escrito por Alcione Araújo

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Nil Caniné/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Para dirigir Deixa que Eu Te Ame, o dramaturgo Alcione Araújo pensou logo no amigo Aderbal Freire-Filho ? bisando uma dobradinha ocorrida pela última vez em 1976, com Sob Neblina Use Luz Baixa. Morto em 2012, aos 67 anos, o autor teve seu desejo respeitado. E cabe ao diretor boa parte dos méritos da montagem. Na história, um restaurante prestes a fechar recebe dois casais: o economista Bernardo (Paulo Tiefenthaler) e seu irmão, o médico Thomaz (Paulo Giardini), acompanhados por suas respectivas mulheres, Cecília (Isabel Lobo) e Helena (Solange Badim). Sem entregar a trama, pode-se dizer que a vida dos quatro (e a relação entre eles) é envolta em situações mal resolvidas. A atraente concepção cênica de Freire-Filho põe o elenco literalmente para dançar ao som de um tango de Edu Lobo. Evocam-se, assim, tensão sexual, agressividade, paixões e tristezas presentes tanto no gênero musical quanto no enredo. Cândido Damm, Oscar Saraiva e Bella Camero completam o elenco, no qual se destacam Solange e Giardini (90min). 18 anos. Estreou em 8/11/2013.

Teatro Eva Herz (186 lugares). Rua Senador Dantas, 45 (Livraria Cultura Cine Vitória), Centro, ☎ 3916-2600, ? Cinelândia. Terça a sábado, 19h30 (nos feriados às 18h). R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h30 (ter. a sáb.). IC. Até 21 de dezembro.

Fonte: VEJA RIO