estação batucada

19ª edição do Trem do Samba homenageia Dona Ivone Lara

Quatro palcos e um mundo de bambas farão a alegria de aproximadamente 200 mil pessoas

Por: Rafael Cavalieri

Dona Ivone Lara
Dona Ivone Lara: a grande homenageada do Trem do Samba (Foto: Divulgação)

Em meados dos anos 90, o tributo ganhou a forma que tem até hoje — e só fez crescer desde então. A intenção de seu criador, Marquinhos de Oswaldo Cruz, era homenagear bambas pioneiros, como Paulo da Portela (1901-1949), que cantavam no trem, na volta para casa. Na 19ª edição do Trem do Samba, que acontece no sábado (6), cinco trens, com atrações musicais em cada um dos seus oito vagões, vão fazer o trajeto entre a Central do Brasil e o bairro de Oswaldo Cruz.

+ Veja os demais destaques de shows pela cidade

Tantinho
Tantinho: bamba da Mangueira é uma das atrações (Foto: Divulgação)

A festa começa a esquentar às 15 horas, em um palco montado na própria Central, com apresentações de nomes como Nelson Sargento e Wilson Moreira. A primeira das composições parte às 18h04. No subúrbio, mais três palcos aguardam os foliões. Nomes da nova geração, como Hamilton de Holanda e o Grupo Arruda, dividirão espaço com bambas como o próprio Marquinhos de Oswaldo Cruz, Tantinho da Mangueira, Hamilton de Holanda e Dona Ivone Lara, a grande homenageada de 2014. Confira a programação completa em www.tremdosamba.com.

Trem do Samba. Palco Acreditar, Central do Brasil, a partir das 13h. Palco Sonho Meu, Rua João Vicente, a partir das 19h. Palco Canto de Rainha, Rua Átila da Silveira, a partir das 19h. Palco Alvorecer, Praça da Portela, a partir das 19h. Grátis, mediante a doação de 1 quilo de alimento não perecível.

Fonte: VEJA RIO