SHOWS

Brados retumbantes

Ex-Sepultura, Max Cavalera se apresenta com a nova banda, Soulfly, pela primeira vez na cidade

Por: Rafael Sento Sé - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Faixa de abertura de Chaos A.D. (1993) e um dos grandes sucessos do Sepultura, Refuse/Resist começava com o barulho de um coração batendo, extraído de uma ultrassonografia feita pela mulher do cantor e guitarrista Max Cavalera: Gloria esperava o primeiro filho do casal, Zyon. Depois disso, Cavalera lançou mais um disco com o grupo - Roots, inédita mistura de metal e ritmos indígenas ?, fez turnê pelo país e tocou no Rio pela última vez em 1997. Insatisfeito, o músico saiu para fundar o Soulfly, que já lançou sete álbuns e agora tem entre seus integrantes o ex-bebê. Na primeira apresentação da banda na cidade, no Circo Voador, no domingo (26), Zyon assume as baquetas no lugar de David Kinkade. Completam a formação o guitarrista Mark Rizzo e o baixista Tony Campos.

Com o próximo trabalho, Enslaved, pronto para ser lançado, eles podem surpreender ao vivo exibindo material inédito. Em janeiro, deixaram uma das faixas disponível para download grátis por dois dias. Assim como nos outros registros de estúdio, Cavalera se inspirou num tema para compor. Já se dedicou à guerra e à violência e, agora, mirou na escravidão. O som se mantém fiel ao heavy metal de brados retumbantes.

Para alegria dos fãs do Sepultura, alguns dos pontos altos do show estão justamente no repertório que fez a carreira de Cavalera deslanchar. Em duas apresentações mais recentes, em dezembro, nos Estados Unidos, Refuse/Resist e Roots Bloody Roots entraram no roteiro. Das canções do novo conjunto, algumas que não podem faltar são Back to the Primitive e Blood Fire War Hate.

Soulfly. 18 anos. Circo Voador (2 000 pessoas). Arcos da Lapa, s/nº, Lapa, ☎ 2533-0354. → Domingo (26), 22h. R$ 160,00. Bilheteria: 12h/19h (ter. a sex.); 21h/0h (sáb.); a partir das 18h (dom.). IC. www.circovoador.com.br.

Fonte: VEJA RIO