SHOWS

Série Música e Imagem

São de Dmitri Shostakovich as sinfonias que o público do Municipal vai ouvir ao vivo, enquanto assiste ao filme O Encouraçado Potemkin

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

Filmmuseum Berlin/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Incumbido de celebrar na tela a Revolução Soviética, o cineasta Sergei Eisenstein (1898-1948) foi além da propaganda oficial ao transformar o cinema com a montagem inovadora de O Encouraçado Potemkin (1925). Através dos anos, o clássico inspirou variadas trilhas sonoras ? até o duo pop britânico Pet Shop Boys arriscou a sua, em 2004 ?, mas prevaleceu a música de um conterrâneo do diretor. São de Dmitri Shostakovich (1906-1975), um dos maiores compositores eruditos do século XX, as sinfonias 4, 5, 8, 10 e 11 que o público do Municipal vai ouvir ao vivo, enquanto assiste ao filme, em novas apresentações da concorrida série Música e Imagem. Sob a regência de Silvio Viegas, a Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal vai interpretar a compilação feita por Frank Strobel. Maestro e arranjador alemão, ele vem dedicando parte de sua carreira à música para grandes títulos do cinema mudo, a exemplo de Intolerância (1916), de D.W. Griffith, Em Busca do Ouro (1925), de Charles Chaplin, e Metropolis (1927), de Fritz Lang. No trabalho com o longa de Eisenstein, Strobel seguiu a trilha proposta pelos musicólogos russos Arsenyi Lapissov e Alexander Kliot em 1976. Entre outros cuidados, buscou acompanhar a versão do filme produzida em 2005, aceita como uma obra mais próxima das intenções originais de seu realizador e mais distante de décadas de censura e reedições.

Theatro Municipal (2?237 lugares). Praça Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ? Cinelândia. Sábado (15), 20h; domingo (16), 17h. R$ 18,00 (galeria) a R$ 420,00 (frisa e camarote com seis lugares). Bilheteria: a partir das 10h (sáb. e dom.).

Fio da navalha: Eisenstein e Shostakovich viveram às turras com o regime comunista, em particular na era Stalin

Fonte: VEJA RIO