música

Confira a relação dos principais shows da semana

Atrações vão desde o violinista pop David Garrett até o romantismo de Agnaldo Timóteo e Alexandre Pires

Por: Rafael Cavalieri

David Garrett
David Garrett: sucessos no Rio (Foto: Universal Music)
  • O cantor romântico faz um apanhado dos seus cinquenta anos de carreira em clássicos como Mamãe e Os Brutos Também Amam.
    Saiba mais
  • Amigos de longa data, a cantora e o pianista são a próxima atração da série Bossa Nova in Concert. No repertório, canções de Amiga de Verdade e Tudo que o Tempo Me Deixou, dois álbuns de Alaíde que contaram com a produção musical de Gilson.
    Saiba mais
  • Em sua segunda formação, o grupo dedicado a gêneros brasileiros e elaborados arranjos vocais tem como líder e fundador o cantor, compositor e pianista Paulo Malaguti. No festejo de vinte anos de carreira, Malaguti,  as cantoras Andréa Dutra, Elisa Queirós e Cacala Carvalho e o violonista e arranjador Muri Costa, outro integrante original, mostram o disco Na Panela pra Dançar, com músicas de Lenine, Egberto Gismonti e Sérgio Santos, além de composições inéditas.
    Saiba mais
  • O trio formado por Caio Andreatta, Gustavo Rosseb e Léo Nicolosi apresenta as canções de Sangue Novo, seu segundo disco, lançado este ano.
    Saiba mais
  • Após passar por outras cidades do país, o badalado violinista desembarca no Rio com sua mais nova turnê. No setlist um tanto quanto inusitado, o músico e galã alterna peças de repertório clássico, como a Sinfonia Nº 5, de Beethoven, com canções que vão do pop de Miley Cyrus (Wrecking Ball) ao rock pesado do Metallica (Master of Puppets e Fuel), passando por uma homenagem a Zequinha de Abreu (Tico-Tico no Fubá).
    Saiba mais
  • Em duas apresentações (uma já esgotada), a banda carioca se despede dos palcos, após catorze anos de estrada.
    Saiba mais
  • Nascida em Londres e radicada no Rio, a cantora divulga seu primeiro DVD, Show Me Your Soul. Acompanhada pelo violão de Isaac Negrene, da Banda Black Rio, ela faz bonito em clássicos da gravadora Motown, como Part Time Lover e Easy. Hits contemporâneos, a exemplo de Get Lucky, do Daft Punk, ganham arranjos adaptados. Teatro Rival (458 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ↕ Cinelândia. Quinta (11), 21h. R$ 40,00 (lounge) a R$ 60,00 (mesa setor A). Bilheteria: 15h/19h (seg. a qua.); a partir das 15h (qui.).
    Saiba mais
  • Lançado no ano passado, o CD e DVD ao vivo Mart’nália em Samba reuniu obras de compositores que sempre influenciaram a cantora. O registro, feito no Imperator, contou com a direção de seu pai, Martinho da Vila. No Rival, Mart’nália mostra o novo show, que inclui um pot-pourri de sambas eternizados por Dona Ivone Lara, incluindo Mas Quem Disse que Eu Te Esqueço, Acreditar e Sorriso Negro. Completam o clima de festa Maracangalha, de Dorival Caymmi, Quem Te Viu, Quem Te Vê, de Chico Buarque, e Madalena do Jucú, do próprio Martinho.
    Saiba mais
  • Comandada por Izabella Brant (voz) e Théo Lustosa (sanfona), a banda mineira apresenta pela primeira vez no Rio o espetáculo Floresta. A noite traz ainda as participações de Bruno Gouveia, vocalista do Biquini Cavadão, e Arleno Farias.
    Saiba mais
  • Batizado de Conexão Brasil, o projeto dos craques faz sua estreia no Rio. No repertório, canções próprias ganham releituras que abusam de ritmos como samba, afoxé e choro. Espere por versões criativas para Amazônia Groove, de Marcos André, e Eu Também Quero Beijar, de Pepeu Gomes, Fausto Nilo e Moraes Moreira.
    Saiba mais
  • Atração do projeto A.Nota, o jovem cantor e compositor apresenta o videoclipe de Quando Bate Aquela Saudade. A música faz parte de Pearl, álbum produzido e gravado por ele em uma casa que dividiu com outros músicos durante uma temporada nos Estados Unidos.
    Saiba mais
  • Nascida em Los Angeles, a banda se dedica a reproduzir a obra do The Doors, grupo de rock surgido na década de 60 e liderado pelo talentoso e carismático Jim Morrison (1943-1971). Com impressionante fidelidade, Jason Tosta e sua trupe interpretam clássicos como Light My Fire, Riders on the Storm, Break on Through e Touch Me.
    Saiba mais
  • No manual de etiqueta das estrelas do rock, aquele discurso emocionado depois do bis só perde para o desfile sobre o palco com a bandeira do Brasil. O quinteto americano The Maine já fez as duas coisas, mas cumpriu o prometido. Em 2011, estreou por aqui — após dezoito canções e muita gritaria, a banda incluiu o Rio na agenda. A apresentação de sexta (31) é a quarta deles na casa da Lapa. Desta vez, John O’Callaghan (voz), Kennedy Brock (guitarra), Jared Monaco (guitarra), Garrett Nickelsen (baixo) e Pat Kirch (bateria) chegam para divulgar American Candy, disco lançado neste ano. O público agradece: os ingressos que dão direito a um encontro com a banda estão esgotados.
    Saiba mais
  • Suíço radicado no Brasil desde 1995, Thomas Rohrer (sax) apresenta, ao lado do rabequeiro Nelson, o show Tradição Improvisada. No palco, a dupla recebe a cantora Dona Benedita, parceira de Seu Nelson há mais de cinquenta anos, e o percussionista paulistano Panda Gianfratti.
    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO