nova cena

Projeto reúne novos nomes da música carioca

Artistas se apresentam a preços populares a partir desta terça (13), no projeto Nova Música Carioca no Sesc

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

Tono
Banda Tono abre a programação nesta terça (13) (Foto: Divulgação)

A partir desta terça (13), o Sesc Rio promove o projeto Nova Música Carioca no Sesc, que reunirá novos artistas da cena musical carioca. O evento tem o objetivo de abrir espaço e incentivar músicos independentes que já possuem trabalhos valorizados pela crítica especializada. As apresentações acontecem todas as terças, até o dia 24 de fevereiro (com exceção da terça de Carnaval), sempre às 19h, no Teatro Sesc Ginástico, no Centro do Rio. Além da qualidade artística, outro atrativo são os preços dos ingressos, que variam entre R$ 3 e R$ 10.

Entre os artistas e bandas que vão apresentar seus trabalhos autorais estão André Carvalho, Letuce, Júlia Bosco – filha do João Bosco -, Alvinho Lancellotti, Thiago Amud e a Banda Tono, que abre o projeto.

+ As festas que vão agitar o verão carioca

Cada apresentação será antecedida por um descontraído bate-papo sobre a criação autoral dos artistas. Entre os temas que serão abordados nas entrevistas, estão os processos criativos, a utilização das ferramentas sonoras virtuais, a música disponibilizada na internet, o crowdfunding (financiamento coletivo), a gravação de CDs em estúdios pequenos ou caseiros e o direcionamento artístico proveniente das gravadoras.

Letuce
Letuce (Foto: Ana Alexandrino)

Confira abaixo a programação completa:

Banda Tono - 13/1

O grupo existe desde 2007 e é formado por Rafael Rocha, atual baterista da performática banda Brasov; Bem Gil, filho de Gilberto Gil e guitarrista da banda do pai; Bruno di Lullo, baixista do grupo audiovisual Binário; a vocalista multimídia Ana Claudia Lomelino e Leandro Floresta na flauta, teclado e violões. O repertório se divide em parte autoral e parte do cancioneiro popular brasileiro e mundial. As referências são vastas e transitam entre o cantor e compositor Itamar Assumpção e o cantor árabe Cheb Kalhed.

+ Confira mais shows na cidade

Alvinho Lancellotti - 20/1

Filho do compositor e sambista carioca, Ivor Lancellotti, Alvinho passou a infância na nata do samba. Na adolescência, acompanhou de perto o trabalho do irmão Domênico (baterista aclamado, hoje em turnê com Gal Costa). Integrante do Fino Coletivo, ele mostra que a música está além das influências familiares. O disco O tempo faz a gente ter esses encantos faz um belo passeio pelo samba com suavidade e personalidade.

André Carvalho - 27/1

 

Iniciou a carreira musical em 2000 como baterista das bandas Voz Tribal e Bonde Som, com as quais se apresentou em vários espaços cariocas. Sua canção Tudo diferente foi gravada por Maria Gadú no disco homônimo lançado em 2009 pelo selo SLAP/Som Livre. Logo formou o trio Irmãos Brutos com os compositores, violonistas e cantores Quinho e Rodrigo Cascardo. Sua canção Daquele jeito foi gravada no CD Não tente compreender, lançado por Mart’nália em 2012.

Thiago Amud
Thiago Amud (Foto: Roberta Pisco)

Thiago Amud - 3/2

Cantor, compositor, instrumentista e arranjador, Thiago Amud é um dos nomes mais consistentes da música carioca contemporânea. Com um afinado lirismo e uma destacada sonoridade, Amud tem dois discos lançados: Sacradança, de 2010, e De Ponta a Ponta Tudo é praia-palma, de 2013, que se destaca pela faixa-título. O álbum foi lançado em um show no Teatro OI Futuro Ipanema, na Zona Sul do Rio, com participação da cantora Cíntia Graton e do compositor Edu Kneip.

Letuce - 10/2

Projeto musical formado em 2008 pelo casal Letícia Novaes e Lucas Vasconcellos. Em 2009, lamçaram o primeiro álbum da banda, intitulado Plano de fuga pra cima dos outros e de mim. O segundo disco, Manja Perene, saiu em 2012. Ambos foram lançados de forma independente e trouxeram grande repercussão sobre o Letuce em blogs e jornais.

Julia Bosco
Julia Bosco (Foto: Fabiano Cafure)

Julia Bosco - 24/2

Filha do cantor e compositor João Bosco, a artista já mostrava sua inclinação musical na infância, ao pedir para ouvir ícones do jazz para dormir, como Billie Holiday, Nina Simone e Sarah Vaughan. No entanto, Julia demorou a assumir sua vertente musical. Somente aos 32 anos lançou seu primeiro CD, Tempo, com composições autorais e de Fábio Santanna.

O Teatro Sesc Ginástico fica na Avenida Graça Aranha, 187, Centro. Mais informações pelo telefone 2279-4027. Os ingressos custam R$ 3 (comerciários), R$ 5 (estudantes e maiores de 60 anos) e R$ 10 (inteira).

Fonte: VEJA RIO