SHOWS

O fino da bossa

Leny Andrade e Roberto Menescal voltam à Miranda para revisitar clássicos à moda do banquinho e violão

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Um dos fundadores da bossa nova e uma talentosa cantora que acompanhou os primeiros passos do movimento, Roberto Menescal e Leny Andrade voltam a dividir o palco da Miranda. Menescal, violão em punho, acompanha a intérprete em sucessos antigos com arranjos renovados, a exemplo de O Barquinho, Nós e o Mar e Bye, Bye, Brasil. Entre uma canção e outra, os dois relembram antigos "causos" dos primórdios do banquinho e violão. E o que não vai faltar é assunto: Leny, hoje reconhecida como uma intérprete de vastos dotes jazzísticos, soltava a voz no lendário Beco das Garrafas, em Copacabana, no começo da década de 60. Na mesma época, não muito longe dali, Menescal já colhia os louros do estouro da bossa no país, a partir de 1958. 16 anos.

Miranda (200 lugares). Avenida Borges de Medeiros, 1?424 (2º piso), Lagoa, ☎ 2239-0305. Sábado (6), 20h (1a sessão) e 23h (2ª sessão). Bilheteria: 12h/18h (dom. e seg.); 14h/21h (ter. a sex.); a partir das 14h (sáb.). IC. www.mirandabrasil.com.br.

Fonte: VEJA RIO