SHOWS

Les Musiciens de Saint-Julien

Conjunto francês mergulha fundo no passado, visitando a Idade Média e a tradição oral europeia em apresentações feitas com instrumentos de época

Por: Lais Botelho - Atualizado em

JB Millot/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Criado há oito anos, o conjunto francês mergulha fundo no passado em pesquisas de repertório. Visita a Idade Média e a tradição oral europeia, levando para o palco, munido de instrumentos de época, apresentações de surpreendente frescor. De volta ao Brasil, depois de uma aplaudida participação no Festival de Inverno de Campos do Jordão em 2010, o grupo apresenta o espetáculo Le Berger Poète na segunda (16), na Cidade das Artes. O programa, dedicado à música pastoral francesa do século XVIII, traz suítes de dança e peças descritivas de M. Pignolet de Montéclair, Jean Hotteterre e Nicolas Chédeville. Completam a seleção obras intimistas, a exemplo de Rossignol en Amour, de François Couperin, talvez a mais conhecida composição prevista no concerto. Em função dos temas escolhidos, o fundador François Lazarevitch (direção musical, flautas, gaita de foles e acordeão) costuma reunir formações de quatro a nove integrantes. No Rio, lidera um quarteto, completado por Lucile Boulanger (viola de gamba), Anne-Lise Foy (viola de roda) e Philippe Grisvard (cravo).

Cidade das Artes ? Teatro de Câmara (439 lugares). Avenida das Américas, 5300, Barra, ☎ 3328-5300. Segunda (16), 21h. R$ 30,00. Bilheteria: 13h/21h (ter. a sex.).

Oficina: na terça (17), o conjunto comanda um workshop, às 11 horas, no mesmo endereço. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas através do e-mail saladeleitura@cidadedasartes.org

Fonte: VEJA RIO