SHOWS

No aconchego da Cinelândia

João Bosco volta ao Teatro Rival para fazer sua tradicional, e curta, temporada de verão

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

roteiro-shows-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

O ano de 2012 foi bom para João Bosco. Aos 66 anos, o cantor, compositor e violonista mineiro completou quatro décadas de carreira, celebradas com o lançamento do DVD João Bosco -- 40 Anos Depois, no qual fez um caprichado apanhado de suas composições e aproveitou para gravar parceiros como Milton Nascimento, Chico Buarque e Roberta Sá. Em junho passado, ele ainda foi homenageado na 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira -- seu repertório ganhou novos enfoques interpretado por diversos artistas em shows itinerantes pelo Brasil. Para celebrar a bela temporada e entrar com o pé direito em 2013, o músico faz sua já tradicional, e curta, temporada de verão no Teatro Rival, de quinta (10) a sábado (12).

Na casa da Cinelândia, o aconchego é parte do programa. ?Sinto-me muito à vontade no Rival, parece uma reunião entre amigos?, diz Bosco. O músico se vale do clima descontraído para fazer uma apresentação no mesmo espírito: escoltado por um trio de virtuoses, formado por Ricardo Silveira (guitarra), Kiko Freitas (bateria) e João Baptista (baixo), faz um passeio pela carreira, ao longo de um repertório aberto a sugestões do público. ?Sempre tem alguém que grita Jade?, conta. Já estão garantidas no programa De Frente pro Crime, Papel Machê e O Corsário. De outros compositores, estão previstas Fotografia (Tom Jobim), Lilia (Milton Nascimento) e Drume Negrita (João Donato).

João Bosco e Trio. 16 anos. Teatro Rival Petrobras (472 lugares). Rua Álvaro Alvim, 33, Cinelândia, ☎ 2240-4469, ? Cinelândia. Quinta (10) a sábado (12), 19h30. R$ 70,00 (setor B) e R$ 80,00 (setor A). Bilheteria: 15h/21h (seg. a qua.); a partir das 15h (qui. a sáb.). IC. www.rivalpetrobras.com.br

Fonte: VEJA RIO