SHOWS

Hermeto Pascoal

Inventivo no repertório e no uso de instrumentos, Hermeto Pascoal se apresenta no sábado (14), de graça, no Jazz in Festival

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Um episódio antigo dá bem a medida do talento do músico alagoano. Em 1971, Miles Davis (1926-1991), o genial trompetista americano, gostou tanto de ouvir seu colega brasileiro no estúdio que surrupiou três de suas composições e as incluiu no disco Live-Evil. Após reclamações, edições posteriores do álbum ganharam o crédito devido. Inventivo, no repertório e no uso de instrumentos ? que podem ser, além do piano, um berrante, chaleiras e garrafas d?água ?, Hermeto costuma encerrar suas apresentações como o flautista de Hamelin, arrastando para a rua o público em bloco. Desta vez não será necessário: ele já vai estar ao ar livre, no palco da série Jazz in Festival, montado pelo Sesc no Largo do Machado. No sábado (14), defende seu jazz de tintas brasileiras ao lado dos fiéis escudeiros Fábio Pascoal (percussão), seu filho, Aline Morena (voz e percussão), sua mulher, Itiberê Zwarg (contrabaixo), André Marques (piano), Vinicius Dorin (sopros) e Márcio Bahia (bateria). Estão no programa Vivo Rio, faixa composta na década de 80 em homenagem ao Circo Voador, onde comandou noites memoráveis, Boré Boré e Irmãos Latinos. Também devem aparecer músicas do último trabalho, De Corpo e Alma, DVD gravado no fim do ano passado, no qual toda a sonoridade é obtida por meio do corpo.

Largo do Machado. Informações: ☎ 2511-5947. Sábado (14), 18h. Grátis.

Programação quente: neste ano a série Jazz in Festival já teve como atrações João Bosco e o guitarrista Hélio Delmiro

Fonte: VEJA RIO