SHOWS

Enfim, parceiros

Francis Hime e Guinga tocam juntos pela primeira vez desde que se conheceram, nos anos 70

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Maria Paola Tallini / divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Amigos desde a década de 70, Francis Hime e Guinga se conheceram em um show da cantora Clara Nunes que tinha o primeiro como regente e o segundo como violonista. O contato resultou em uma amizade que dura até hoje, mas, por falta de iniciativa, os dois nunca subiram ao palco juntos para tocar. No início de 2012, em um encontro casual na ponte aérea, eles decidiram começar a se reunir na casa de Hime, no Jardim Botânico, em uma espécie de laboratório sonoro. "Passamos a nos aprofundar um na obra do outro", diz o maestro e pianista. Além de longas conversas sobre o Vasco, time pelo qual ambos são apaixonados, aquelas reuniões despertou na dupla a vontade de se apresentar em público - o que finalmente vai ocorrer na terça (23), no Studio RJ.

Admiradores mútuos e declarados, eles exibem releituras de sucessos como Minha, de Hime e Ruy Guerra, Senhorinha e Noturna, ambas de Guinga e Paulo César Pinheiro, além das inéditas A Ver Navios, com melodia dos dois e letra de Olivia Hime, e Doentia, parceria deles com Thiago Amud. "O espetáculo vai mostrar a visão de um sobre o trabalho do outro e a junção de composições de cada um de nós que circulam pelo mesmo universo", resume Hime. Os fãs têm mais um motivo para celebrar: o convívio recente entre os artistas dará origem também a um disco, com lançamento previsto para o início do próximo ano, pela gravadora Biscoito Fino.

Guinga e Francis Hime. 18 anos. Studio RJ (300 lugares). Avenida Vieira Souto, 110, 1º andar, Arpoador, ☎ 2523-1204, ? General Osório. Terça (23), 21h30. Bilheteria: a partir das 20h30 (ter.). IC. www.studiorj.org.

Fonte: VEJA RIO